MundoPsicologos.com
GRÁTIS - No Google Play GRÁTIS - Na App Store
Instalar Instalar

Ansiedade, ou algo mais sério?

Feita por >Isabelle>. 12 Fev 2018 · 8 respostas · Ansiedade

No início do ano passado, eu fui no clínico geral, e descobri que tenho ansiedade. O médico não fez o diagnóstico, apenas me receitou o rivotril - o mais fraquinho, mas que fez todos os meus sintomas sumirem por um tempo-, e um antidepressivo que eu não lembro o nome. Porém, cerca de dois meses depois, eu parei o tratamento por vontade própria, e levou um bom tempo para os sintomas surgirem novamente. Mas dessa vez, eu não me sinto mal apenas fisicamente, do meio do ano passado pra cá, os sentimentos ruins se intensificaram, minha vontade de viver está cada dia menor. Será que a minha ansiedade está em um nível muito alto?

Assuntos relacionados

8 respostas

  • A melhor resposta

    Olá Isabelle, Olá Bel, vamos tentar explicar algumas coisas. Sentir ansiedade é natural, é um mecanismo do nosso corpo. O problema é quando essa ansiedade aumenta de tal maneira que atrapalha nosso cotidiano, as atividades que queremos/precisamos fazer. Quando isso acontece a pessoa sente uma série de sintomas físicos e mentais. Se é algo que acontece com frequência é porque existe algo que está errado, logo essa pessoa precisa buscar auxílio de um profissional. Você disse que foi a um clínico geral, o ideal é ir num médico psiquiatra, que possui mais conhecimento e experiência na área da saúde mental. A medicação que ele te prescreveu pode até estar de acordo, mas o tratamento não é só medicação, consiste em fazer psicoterapia. Ansiedade não surge do nada, muitas vezes ela vem de várias fontes de estresse diferentes (internas e externas). Então busque um psicólogo para avaliar melhor o seu caso, pois é na terapia que você vai aprender a lidar com a ansiedade e a resolver melhor as situações que podem estar causando ela. Boa sorte.

    Upload feito 13 Fevereiro 2018

    Logo Leonardo Viana de Vasconcelos

    919 respostas

    16045 pontuações positivas

Explique seu caso à nossa comunidade de psicólogos!

Qual é a sua dúvida? Psicólogos especializados no assunto respondem à sua pergunta
Verifique se há perguntas similares já respondidas:
    • Escreva de forma correta: evite erros de ortografia e não redija tudo em maiúsculas
    • Expresse-se de forma clara: use uma linguagem direta e com exemplos concretos
    • Seja respeitoso:não use vocabulário inadequado e mantenha as boas maneiras
    • Evite SPAM: não coloque informação pessoal (telefone, e-mail, etc.) nem publicidade

    Se o que você deseja é pedir informação como cliente, clique aqui
    Como você deseja enviar sua pergunta?
    Excluir
    Nome (será publicado)
    E-mail em que receberá as respostas
    Para que possam atender-lhe por telefone
    Para escolher expertos da sua região
    Para escolher aos expertos mais adequados
    • 7300 psicólogos à sua disposição
    • 3400 perguntas feitas
    • 20950 respostas dadas
    • Olá, Isabelle, obrigada pela tua pergunta. Os remédios funcionam, mas há a necessidade de junto com ele fazermos terapia para nos conhecer e saber resolver as dificuldades sem grandes stress. Parece que no teu caso só houve uso do medicamento por isso os sintomas voltaram , não descobrisses como lidar com as dificuldades do dia a dia que só uma terapia pode ajudar. Depois ou durante a terapia se retira o medicamento paulatinamente quando a pessoa está pronta para enfrentar os problemas . Espero ter respondido tua pergunta, qualquer dúvida podes entrar em contato,

      Upload feito 15 Fevereiro 2018

      Logo Elza Barros

      22 respostas

      27 pontuações positivas

    • Boa tarde Isabelle. Ansiedade pode gerar outros problemas como hipertensão e síndrome do pânico. Importante procurar um profissional para que ansiedade diminua e você possa conviver sem medicações. Espero ter ajudado. Saudações, Célia Jovanka.

      Upload feito 14 Fevereiro 2018

      Logo Célia Jovanka

      116 respostas

      4073 pontuações positivas

    • Isabelle, boa tarde! É comum que quando nos sentimos melhor dos sintomas e desconforto, que paremos com a medicação. O problema é que os remédios devem ser retirados com acompanhamento médico e, em muitos casos, com a diminuição gradativa das dosagens. Além disso, como me parece que você não fez psicoterapia junto com o uso da medicação, quando os sintomas retornaram você não conseguiu lidar com eles. Sugiro que procure ajuda psicológica para ser corretamente diagnostica e tratada. Se houver necessidade de retormar a medicação, será feito o encaminhamento para o médico. Estamos a disposição para te ajudar. Att, Equipe Afetto Psicologia

      Upload feito 14 Fevereiro 2018

      Logo Clínica Afetto Psicologia

      299 respostas

      542 pontuações positivas

    • Isabelle procure em primeiro lugar fazer o diagnóstico correto para fazer o tratamento adequado com medicação e psicoterapia também. Nunca pare a medicação por conta própria porquê faz mal. Força.
      Rosana Laiza.

      Upload feito 13 Fevereiro 2018

      Logo Clínica Psicológica Rosana Laiza

      37 respostas

      467 pontuações positivas

    • Olá Isabelle!
      O tratamento para ansiedade possui começo, meio e fim desde que seja feito por completo e com acompanhamento médico.
      Quando suspenso por conta do paciente, o tratamento que está em andamento é interrompido e na maioria das vezes a consequência é a evolução do quadro - em breve ou médio período.
      É fundamental que procure um médico psiquiatra e um psicólogo para o tratamento adequado.

      Fico a disposição,

      Maitê Hammoud

      Upload feito 13 Fevereiro 2018

      Logo Maitê Hammoud
      Maitê Hammoud São Paulo

      1265 respostas

      19670 pontuações positivas

    • Olá Isabelle, quando achamos que estamos com ansiedade devemos recorrer a um psiquiatra e/ou um psicólogo que são pessoas habilitadas para um diagnóstico preciso. Em caso do psiquiatra medicar, nunca devemos parar por conta própria os medicamentos, devendo seguir rigorosamente a prescrição médica e ser acompanhada por um psicólogo, pois os medicamentos regularizarão os neurotransmissores melhorando o humor e a terapia colaboraria para mudar padrões disfuncionais de pensamento, sentimento e comportamento. Espero ter ajudado. Abs. Vania Costa

      Upload feito 13 Fevereiro 2018

      Logo Psicóloga Vania Costa

      14 respostas

      12 pontuações positivas

    • Oi Isabelle! Pelo que descreveu, você tratou os sintomas, mas não necessariamente a causa. É importante que seja realizado trabalho em conjunto, quando necessário, medicação e psicoterapia. Sugiro que procure os respectivos especialistas. Agende um retorno com seu psiquiatra e procure um psicólogo para fazer o tratamento completo.
      Boa sorte!

      Upload feito 13 Fevereiro 2018

      Logo Thais R. S. Lopes
      Thais R. S. Lopes Santo André

      16 respostas

      546 pontuações positivas

    Perguntas similares Ver todas as perguntas