Acesso consultório Cadastre grátis seu consultório

A minha namorada terminou comigo por depressão e medo

Feita por >Magno em 13 mar 2018 Terapia de casal

Namorei por alguns meses, e desde o início do nosso relacionamento sempre fui honesto com a minha namorada, sempre falei de tudo que passei na vida e o homem que me tornei hoje.

Um dia mencionei que sofri um abuso sexual na infância, e infelizmente não detalhei para ela. Ela imaginou muitas coisas e se isolou, e em nenhum momento ela quis esclarecer bem as coisas comigo.

A menina que me abusou não fez nada extremamente grave, já que ela não tocou em nenhuma parte genital, e sim fez eu tocar nos seios dela.

A minha namorada ela tem um medo muito grande, ela teve relacionamentos com pessoas que tinham uma dupla personalidade, e que fez ela sofrer e muito. No nosso caso ela viu quem eu realmente sou, o homem carinhoso, amoroso e preocupado com o bem estar dela.

Sei que o medo dela é que eu possa ser um homem de dupla personalidade por causa do abuso que sofri e que a faça sofrer futuramente.

Eu não tenho dúvida de que e a amo, e que quero ajudar ela a perder esse medo.

Durante toda minha infância fui acompanhado por psicólogos, e nunca foi constado nada de irregular. Sempre fui uma criança elétrica e animada.

Ela tinha me dito que está começando a fazer tratamentos no homeopata, e que vai para psicoterapia porque ela reconhece que o medo dela não é normal, ela não consegue se expressar totalmente, ela se isola e por esse motivo optou em terminar comigo.

Eu não sei oque fazer, se fico quieto, se mando mensagem, se mando cartas ou se a vejo pessoalmente.

Ela sempre me diz " O problema sou eu, não é normal oque sinto". Acredito nela, mas não sei de qual forma posso ajudar. :(

Resposta enviada

Em breve, comprovaremos a sua resposta para publicá-la posteriormente

Algo falhou

Por favor, tente outra vez mais tarde.

A melhor resposta

Oi Magno, que bom que você se preocupa com ela. Que bom também que ela buscou a psicoterapia, pois além de você ela parece precisar bastante. O que você pode fazer é se mostrar disponível, mas não pressioná-la, dar tempo a ela para que ela possa organizar os pensamentos, dar um espaço para que ela não se sinta sufocada. Seja sincero, diga o quanto gosta dela, mas saiba respeitar o espaço dela também. Se puder, volte para a terapia. Boa sorte.

Leonardo Viana de Vasconcelos Martins Psicólogo em Fortaleza

1038 respostas

28092 pontuações positivas

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

Magno, é importante os dois estarem em terapia para se conhecerem ainda mais e "descobrir" várias possibilidades para essa e outras questões que possam lhe incomodar. Estou a disposição pelo celular/zap. Até breve. Monica Pujol

Psicóloga Monica Pujol Psicólogo em Rio de Janeiro

22 respostas

43 pontuações positivas

Fazer terapia online

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

O trabalho do analista consiste em despertar aquilo que já existe dentro da pessoa. É a arte de despertar o sujeito para seu potencial criativo genuíno. A finalidade não é curar, e sim favorecer o crescimento interior por meio das dificuldades pessoais.
No decorrer do trabalho analítico há a proposição de que pelo falar, pelo escutar e pelo fazer criativo nos confrontamos com nós próprios. Pôr-se em processo analítico é possibilitar o existir permeável a outros saberes. É despertar para o próprio caminho de vida como processo natural com sentido, finalidade e objetivo; é a experiência interior.
A experiência interior se torna experiência de vida quando vivida com todas as suas implicações. A psicoterapia tem como objetivo auxiliar pessoas que sofrem ou estão com dificuldades na vida e não conseguem resolver sozinhas. Na terapia o analisando é convidado a, num espaço seguro e sigiloso, explorar seus afetos, pensamentos e fantasias que compõem o cenário de seu sofrimento. O processo de psicoterapia analítica possibilita que o analisando se familiarize com os sintomas que produz.

Espaço Aline De Coster Psicólogo em Rio de Janeiro

575 respostas

22803 pontuações positivas

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

Olá, Magno.
Sugiro que você deixe claro para ela o quanto gosta dela é o quadro tô você gostaria de ajudar, ofereça ajuda para buscar um profissional, mas não a pressione, e deixe ela cuidar de suas próprias feridas, mas é importante ela saber que se precisar você estará pronto para ajudar.
Qualquer dúvida estou a disposição.

Fernanda Veronesi de Menezes Psicólogo em São Paulo

548 respostas

4456 pontuações positivas

Contatar

A resposta foi útil a você?

Obrigado pela sua avaliação!

Psicólogos especializados em Terapia de casal

Ver mais psicólogos especializados em Terapia de casal

Outras perguntas sobre Terapia de casal

Explique seu caso aos nossos psicólogos

Publique a sua pergunta de forma anônima e receba orientação psicológica em 48h.

50 Você precisa escrever mais 7200 caracteres

Sua pergunta e as respectivas respostas serão publicadas no site. Este serviço é gratuito e não substitui uma sessão de terapia.

Enviaremos a sua pergunta a especialistas no tema, que se oferecerão para acompanhar o seu caso pessoalmente.

A sessão de terapia não é grátis e o preço estará sujeito às tarifas do profissional.

A sessão de terapia não é grátis e o preço estará sujeito às tarifas do profissional.

Coloque um apelido para manter o seu anonimato

Sua pergunta está sendo revisada

Te avisaremos por e-mail quando for publicada

Esta pergunta já existe

Por favor, use o buscador para conferir as respostas

Psicólogos 10500

Psicólogos

perguntas 7200

perguntas

respostas 28850

respostas