Medo de dormir sozinha TAG e pânico

ThatianeingegneriThatianeingegneri
editado November 2016 em Pânico
Olá pessoal tenho 30 anos e a 2 anos toda a vez que viajo a trabalho não consigo dormir à noite fico à noite inteira acordada com o coração disparado além de ataques de pânico como sudorese vontade de fazer xixi de 5 em 5 min taquicardia, desespero e fico assim à noite inteira...

não aguento mais ser dependente do meu marido, pois quando ele vai eu não sinto isso! Preciso de ajuda urgente.
«1

Comentários

  • kapresaskapresas
    Oi Thatine. Que situação complicada... minha mãe sofre de ansiedade e vejo como isso atrapalha ela as vezes... Deixa eu te perguntar... isso chegou acontecer alguma vez antes desses dois anos que você fala ou foi assim de uma hora pra outra? Do que você trabalha?
  • taniadiaz8901taniadiaz8901
    será que isso não tem mais a ver com uma sensação de ninho, sei lá... que você se sente cômoda e protegida só estando em casa... porque eu acho que se fosse questão de dependencia dos eu marido... você ficaria igual de ruim quando ele viajasse... né não?
  • ThatianeingegneriThatianeingegneri
    Olá pessoal obrigada pelos comentários.. eu quando era pequena só dormia na minha casa ... depois quando cresci viajava e tinha uma vida relativamente normal ... agora eu não consigo dormir quando estou sozinha em casa ou em qualquer outro lugar a sensação é de desproteção como se eu tivesse q ficar acordada para me auto vigiar ... mais sem explicações .. e a medida q eu fico deitada na cama e não durmo os sintomas de pânico. Peçam a aparecer
  • lollipop_ortizlollipop_ortiz
    acho que seu problema é mais comum que você imagina Thatiana.... com certeza isso é uma coisa que vem te acompanhando já tem tempo, mesmo que as manifestações fortes começaram com você casada, com seu marido como a figura máxima de sua proteção... uma conhecida do trabalho tinha ataques parecidos com o que você relata aqui, acho que o que provocava no caso dela era o escuro... ela começou a fazer meditação para controlar a ansiedade... mas meditação séria, dessas que um especialista te ensina a fazer... você já tentou alguma coisa parecida???
  • kapresaskapresas
    Thatiane o que você sente nesses sintomas de pânico? Algum medo em particular?
  • Joana_MundoPsicoJoana_MundoPsico
    Oi Thatiane, tudo bem? Queria te dar as boas-vindas à nossa comunidade. Imagino que não está sendo nada fácil lidar com seu problema e os sintomas que aparecem, mas dizem que o primeiro passo para superar as dificuldades é saber pedir ajuda...

    Aqui na comunidade estamos abertos a te escutar e tentar ajudar no possível. Posso te fazer uma pergunta?

    Você conversa sobre o tema com o seu marido? Qual a reação dele?
  • MarioDuarteMarioDuarte
    Oi Thatiane, como você está hoje? Chegou a fazer algum tratamento? Estou passando por uma situação parecida, sofro de síndrome do pânico e, tenho tido ataques com uma certa frequência. Procurei um neurologista e ele me receitou um antidepressivo, mas já faz umas 2 semanas que estou tomando esse remédio e não estou vendo nenhum efeito, continuo tendo os ataques.
    Alguém mais sofre com isso?
  • Icaro3Icaro3
    Mario, o seu médico chegou a diagnosticar você com a síndrome do pânico?
    Recentemente desenvolvi um medo muito grande em falar em público e isso está prejudicando muito o meu trabalho. Não posso arriscar perder meu cargo, gosto muito do que eu faço, mas não sei como isso tudo começou, nunca tive esse problema antes.
    No seu caso também começou assim, de repente?
  • MarioDuarteMarioDuarte
    Icaro, foi um psiquiatra que me diagnosticou com síndrome do pânico. Fiquei bem apreensivo, acho que o diagnóstico me deixou mais ansioso ainda.
    No meu caso começou de repente sim, mas foi se agravando rápido. Agora estou com medicação, essa semana estou sentindo uma leve melhora, mas não estou 100% ainda.
    Acho que seria bom você consultar um profissional para ver o que está acontecendo, ainda mais que isso está te prejudicando.
  • Icaro3Icaro3
    Imagino que esse diagnóstico deve ser difícil de lidar mesmo. Também acho que ficaria mais ansioso ainda.
    Vou marcar uma consulta com um psiquiatra para ver o que ele me recomenda, não sei se só com psicólogo resolveria meu problema. Pior que eu não sei nem o por que isso tudo começou.
  • ThatianeingegneriThatianeingegneri
    Olá pessoal, eu também tomei antidepressivos como fluoxetina e paroxetina e nenhum dos 2 fizeram efeito no meu caso, depois mudei para o Rivotril onde tomava somente na crise... mas a minha ansiedade era tão grande que não resolvia, isso só me frustrava mais ... porque não encontrava solução ... atrapalhou muito o meu trabalho pois tenho viagens frequentes para fora do país e isso me deixava desesperada...
    Para mim psicológico não funcionou e preciso encontrar uma solução!!
  • MarioDuarteMarioDuarte
    Complicado né, Thatiane? Eu já estou com os remédios há quase um mês e senti uma leve melhora, mas ainda estou tendo as crises de pânico. Meu psiquiatra já recomendou que eu consultasse com um psicólogo, mas não vejo isso como sendo a solução.
    O que os seus médicos dizem a respeito do seu caso? será que ainda não acertaram na medicação, por isso que não faz efeito? Já ouvi dizer que antidepressivos podem funcionar muito bem para um e não fazer nada para outros, talvez seja esse seu caso.
  • BertaBerta
    Também estou tendo problemas com relação à ansiedade. Perdi meu pai recentemente e não consigo lidar com essa dor e angústia e tudo isso acaba me deixando muito ansiosa.
    Tenho tido episódios de pânico noturno e depois que acordo não consigo mais dormir. Tudo isso tem prejudicado muito minha vida e eu não sei mais o que fazer.
    Thatiane, os remédios que te passaram não ajudaram em nada na hora de dormir?
  • ThatianeingegneriThatianeingegneri
    O único remédio q conseguiu me ajudar como efeito sedativo foi o stilnox, alguém já usou? Ele da sono... mas mesmo assim não consigo tratar a ansiedade da pre viagem...
  • BertaBerta
    Eu nunca tomei nada, mas queria tomar, pois estou passando por uma fase muito difícil e para dormir está cada vez mais complicado.
    Imagino que esse remédio seja tarja preta e só dá para comprar com receita, certo?
  • MarioDuarteMarioDuarte
    Eu não tenho problemas para dormir, o meu médico receitou o Xanax para me ajudar na síndrome do pânico. Mas não sei se não vou precisar trocar, pois ainda não estou me sentindo bem.
    Thatiane, você nunca tomou alguma coisa de uso contínuo? As vezes não está resolvendo por ser um remédio que você está tomando só no momento da crise, talvez um remédio que te ajude a ficar mais calma durante todo o tempo te ajude mais.
  • ThatianeingegneriThatianeingegneri
    Oi Mário, como hoje eu não viajo com muita frequência eu optei por tomar o medicamento somente nos casos de viagem, pois quando estou em casa não fico ansiosa e não passo mal. Quando eu viajava mais eu tomei durante meses fluoxetina e nas crises nem o Rivotril me ajudava.... aí a sensação de impotência era maior porque às vezes funcionava outras vezes não .... o que eu tenho já verdade é uma agorafobia que desde de criança eu desenvolvi e na fase adulta foi mascarada e voltou mais forte em um momento de ansiedade maxima...
  • MarioDuarteMarioDuarte
    Entendo Thatiane. Se eu pudesse não tomar remédios não tomaria, mas cheguei a um ponto que não conseguia mais controlar algumas situações.
    Você está fazendo algum acompanhamento com psicólogo?
  • VirgilioPoenteVirgilioPoente
    Mario, posso te perguntar uma coisa? Você confia nesse seu médico? Já pensou em buscar uma segunda opinião? Digo isso porque não podemos esquecer que há uma parte substancial nos profissionais da medicina que entendem que seu trabalho é receitar medicamentos... esquecem de olhar a pessoa como uma pessoa realmente.... acaso ele simplesmente te receitou xanax ou te falou da importância de buscar ajuda psicológica? Entenda que só remédio não vai resolver seu problema
  • MarioDuarteMarioDuarte
    Virgilio, olha, agora já não sei mais se confio. Pois já faz mais de um mês que estou com essa medicação e ainda estou tendo crises. Já falei para ele que acho que a medicação não está funcionando, mas ele disse que eu preciso esperar mais, que as vezes demora para fazer efeito.
    Ele só receitou o medicamento, nunca falou nada em procurar ajuda psicológica, quem pensou nisso fui eu, mas ainda não consegui marcar com um psicólogo.
  • BertaBerta
    Olha Mario, acho que esse tipo de tratamento não funciona sem ter confiança no médico. Se você está tendo dúvidas sobre o tratamento que ele está te dando, consulta outro, para uma segunda opinião. Ainda mais que você disse que já está tomando os remédios faz algum tempo e não notou muita diferença. Até onde eu sei, normalmente, esses remédios em umas 2 semanas já estão fazendo efeito.
  • VirgilioPoenteVirgilioPoente
    Então Mario, longe de querer dizer o que você deve fazer com a sua vida, você precisa sair desse impasse e levar seu caso a outro profissional! De repente tudo isso que você está sentindo nem é coisa para remédio... por que não tenta o caminho inverso? procura um psicólogo e se ele identificar que necessita de apoio medicamentoso, vai de derivar para um psiquiatra.
    Isso sim, evite ficar enchendo seu corpo de remédio que não está servido para mitigar seus sintomas...
  • MarioDuarteMarioDuarte
    É Virgílio, pode ser que você tenha razão. Vou tentar marcar uma consulta com um psicólogo para ver o que ele acha do meu caso.
    Mas não consigo ver uma solução para os meus ataques de pânico sem um tratamento medicamentoso. Já tive episódios que me deixaram muito mal, não sei se só com a terapia daria para resolver.
    Berta, foi o que eu pensei, que agora os medicamentos já deveriam estar fazendo efeito, mas ainda estou tendo ataques de pânico.
  • LeandroNunesLeandroNunes
    Mario, olha, acho que o mais importante nesses tipos de tratamentos é a confiança no seu médico. Se você está tendo um pouquinho de dúvidas é melhor você procurar outro. Eu só consegui melhorar depois que encontrei um médico que eu confiasse e me sentisse bem.
  • VirgilioPoenteVirgilioPoente
    E possivelmente não tem mesmo Mario, mas seria inverter a forma como você está sendo tratado. Pelo que me parece, até então era:
    -- Preciso de um remédio para controlar meu ataques doutor, porque estou com pânico e não consigo fazer nada.
    -- Vou te receitar algo para controlar a ansiedade e que vai te ajudar a dormir.

    O que seria bom para você Mario, a meu ver, seria:
    -- Busquei a ajuda psicológica porque eu estou tendo ataques de pânico, já tomei remédio, mas sinto que não tem adiantado...
    -- O remédio vai te ajudar a controlar os sintomas Mario, mas precisamos descobrir o que está provocando esses ataques em você, não acha?
  • MarioDuarteMarioDuarte
    Você está certíssimo, Virgilio. Não tinha pensado dessa maneira, mas realmente do jeito que você falou dá para enxergar que a abordagem do médico não foi nem um pouco boa, pois realmente ele nunca mencionou nada de eu procurar ajuda para descobrir o que causa os meus ataques.
    Já marquei uma consulta com um psicólogo, mas vou marcar outra com um psiquiatra. Infelizmente preciso dos remédios para controlar os ataques.
  • VirgilioPoenteVirgilioPoente
    Espero que transcorra tudo bem Mario. Precisamos cuidar de nós como um tono, cuidado do corpo e da mente, e sabendo que somos seres falhos, que a única forma de alcançar equilíbrio é entendendo como funcionamos e o que desperta nossas emoções, preocupações. Se você tiver a oportunidade de fazer terapia com um bom profissional com certeza vai servir para chegar ao fundo desse problema e se conhecer melhor. Por experiência própria, é um processo muito positivo. Sorte!
  • MarioDuarteMarioDuarte
    Obrigado pelas palavras Virgilio! Espero encontrar um bom profissional que consiga me ajudar nesse momento tão difícil.
    Você fez terapia por muito tempo?
  • LeandroNunesLeandroNunes
    O Virgilio disse coisas muito importantes e que normalmente a gente nunca para e pensa nisso. Eu também tive esse problema no início do meu tratamento. Só depois que consegui achar um médico que confio e que realmente faz um tratamento de maneira correta.
  • VirgilioPoenteVirgilioPoente
    Por muitos anos Mario. E sempre volto quando vejo que estou recaindo ou que preciso elaborar algum problema novo. Tem gente que gasta tempo e dinheiro cuidando do corpo na academia. Eu? Invisto no meu equilíbrio e saúde mental!

    Leandro, como em qualquer coisa, uma boa rede de contato, com bons profissionais, é muito importante! Mas o que eu tentei explicar para o Mario é que acompanhamento de médico psiquiatra é importante sim, mas se o profissional é sério e comprometido com a saúde da pessoa como um todo, dificilmente ficará só nos remédios.

    Somos seres complexos e só remédio não dá conta das nossas questões. Contar somente com esse recurso é como ter um banco com 3 pés, não se equilibra.
Entre ou Registre-se para fazer um comentário.
Novo tópico

Salas de discussão