Acesso consultório Cadastre grátis seu consultório

Agressão e Relacionamento Abusivo - Suspeita de TPAS

GabrielLucindoGabrielLucindo
editado May 2018 em Maus-tratos
Relacionamento novo, de curto período. Porém que vem me causando muitas dores de cabeça...

Tento sempre dialogar, conversamos bastante, ele sempre me escuta e temos diálogos de horas, porém parece que sempre entra por um ouvido e sai pelo outro.

Tenho 21 anos e estou vivendo um relacionamento de quase 1 ano de casado com uma pessoa que sofre de depressão e ansiedade e para mim, é complicadíssimo o fato das crises e da insegurança e insuficiência própria que meu marido sente de si mesmo.
Porém fora as crises dele de ansiedade e depressão, eu aguentei agressões da parte dele, ameaças de morte, ameaças de suicídio caso eu venha a terminar a relação.

E eu realmente nunca tive a intenção de terminar, mas a partir da primeira agressão que sofri dele, tentei cortar os laços amorosos, ser mais firme e impotente para não sofrer mais com isso.

Sempre acabei voltando por insistência dele, por ameaças, já fui na delegacia abrir boletim de ocorrência contra ele pelas agressões e nada foi feito. Passei nervoso na delegacia por ser me negado o direito ao abrir o boletim de ocorrência como vítima. Quiseram abrir boletim somente se eu estivesse como autor da agressão por ter me defendido das agressões dele. (O que eu não acho justo)

Tento sempre dialogar e entender o que se passa na mente dele, mas ele é muito e extremamente fechado comigo e ele não se abre realmente, não fala qual a razão do problema.
Várias vezes tenho a leve impressão de que ele gosta de me ''torturar psicologicamente'', hoje em dia, não sinto mais medo de enfrentar ele. Mas quero resolver a situação de maneira calma, de maneira tranquila.

Não sei como agir em relação a ele, pois sempre que converso com ele, é uma desculpa diferente.

A cada ameaça, a cada agressão é uma desculpa diferente.

Sou de São Paulo, moro de aluguel, ele veio dividir a casa comigo e morar comigo depois de um tempo juntos (nos relacionando).

Quem ama realmente não tem esse tipo de comportamento, na minha concepção.
E se isso (esse comportamento agressivo) for de fato, inconsciente ou derivado de algum pensamento externo que remete a agredir, a violência, gostaria de saber o motivo real pra isso e como posso interferir e mudar esse quadro e se é possível ou não.
Sempre que inverto o jogo e coloco ele na situação onde ele precisa abrir e falar, pra eu escutar o que ele tem a me dizer, ele ignora e muda o assunto, ou finge de mudo.
Sobre as agressões, passei o caso pra meus amigos, familiares e familiares dele, meus amigos já conversaram, minha mãe e os pais dele mesmo já conversaram com ele...
Falo sempre sobre as situações de abuso e de agressão física e psicológica, por preocupação de risco, e por consideração a minha família e amigos.
Mas muito que eu já ouvi de pessoas do ciclo social dele e que convivem com ele é que: Ele não é de escutar muito as pessoas, não respeita mesmo e faz o que bem quer.

Tenho dúvidas sobre o que fazer e como me separar dele sem que isso cause uma grande dor de cabeça pra mim, porque já me estressei demais e o sentimento está cada vez mais fraco em relação a ele.
Tenho muito receio/medo do fato de novamente pela 3/4 vez resolver terminar e ele sempre ficar me perseguindo.
Já fui na delegacia com provas, áudios e videos, e parece que por sermos gays o preconceito é velado e eu não obtive a ajuda que eu precisava...
Não tenho condições pra me mudar e minha família não pode me ajudar.
Minha vontade real, sempre foi de concertar a relação, entender o que se passa na cabeça dele, ajudar e seguir o relacionamento, mesmo depois de todas essas turbulências, sempre pensei no perdão e no PLANO B,C,D e etc...
Porém não sei mais o que fazer, ainda mais com essas crises e sintomas de TPAS que ele apresenta, que é uma grande ausência de empatia e apesar de consciente e apesar de sempre me escutar e aparentar-se interessado, sempre acabar cometendo os mesmos erros...

Apesar de amar ele, sinto que preciso de segurança, paz e tranquilidade.
Penso sim em ajudar ele, mas não sei mais se existe solução pros problemas dele. De auto estima, insegurança, e também da cabeça maluca dele de agressor/torturador, visto que ele já me ameaçou de morte e já me agrediu diversas vezes sendo abusivo.
Sinto que minha vida é mil vezes mais importante e mesmo que seja egoísta, eu tentei de tudo, mas no momento só consigo pensar em estar bem comigo mesmo depois de ter passado tanto stress e nervoso com ele.
Por favor, se puderem, me deem uma luz, alguma direção, pra sair desse relacionamento e ter segurança e não ser perseguido ou coisa desse tipo.

Só queria que o relacionamento funcionasse e ele mudasse.
Não sei se existe maneira, as vezes penso que ele pode ser e ter mente de torturador/psicopata, mas prefiro não acreditar nisso, tem horas.

Me machuca demais, visto que foi um relacionamento que me dediquei desde o inicio e me toma quase praticamente meu tempo inteiro de atenção e esforço físico e mental.
Preciso de ajuda...

Comentários

  • Jane11Jane11
    Olá! Já passei por um relacionamento assim, e sempre pensei que nós mulheres somos agredidas por sermos mais fracas e não reagirmos, que engano não?
    Me chamou atenção a sua frase "E se isso (esse comportamento agressivo) for de fato, inconsciente ou derivado de algum pensamento externo que remete a agredir, a violência, gostaria de saber o motivo real pra isso e como posso interferir e mudar esse quadro e se é possível ou não"

    Você nunca saberá o real motivo, sabe porque, porque não tem! Ele é assim e ponto. Muitas vezes queremos justificar e encontrar o real motivo da agressão, se continuar assim, vai passar a vida com essas dúvidas e não vai encontrar a resposta.

    Você precisa pensar em você nesse momento, ele tem um problema que não quer resolver, não faz questão e erra repetidamente. Não vale a pena perder tempo, enquanto você sofre ao lado dessa pessoa, enquanto você enlouquece junto com ela, o mundo passa lá fora, cheio de pessoas normais e especiais.

    Se valorize, termine logo isso!
  • Luiza87Luiza87
    Oi Gabriel.
    Lamento muito pelo o que você está passando, não consigo nem imaginar como você deve estar se sentindo.
    O teu namorado está fazendo algum tratamento com remédios e com psicólogo?
    Independente do que você escolher, se você se importa com ele, você pode ajudar ele caso ele ainda não tenha ajuda profissional.
  • FatimaMarceliFatimaMarceli
    Gabriel, acho que vocês dois precisam de ajuda de um profissional. Talvez uma terapia em casal seja bom para vocês. Seu namorado precisa saber controlar os impulsos dele e se realmente ele tem problemas de depressão e ansiedade, ele precisa fazer um tratamento.
    Talvez com um tratamento e acompanhamento profissional ele consiga mudar e o relacionamento de vocês melhore. Mas vocês precisam fazer alguma coisa, nada cai do céu, nada muda sozinho.
  • Cleo99Cleo99
    eu já estive em um relacionamento assim.. sofria abuso psicológico direto, até o dia q se transformou em físico..
    ele dizia q nunca mais ia fazer isso, q tinha sido sem querer.. mas não conseguia mais confiar, o meu medo era tão grande q foi difícil conseguir terminar o relacionamento.. mas foi a melhor coisa q eu fiz..
  • MaraTerezaMaraTereza
    Gabriel, eu acho que esse tipo de coisa quanto mais dura pior fica! Eu já estive em um relacionamento abusivo e no começo eu aceitava certas atitudes, mas com o tempo só foi piorando e as coisas foram ficando cada vez pior!
    Eu sempre tinha uma desculpa para não terminar, sempre pensava que ele ia mudar, que aquilo não ia mais acontecer, mas sempre me decepcionava, sempre tudo voltava ao que era antes.
    Não sei se acredito que uma pessoa violenta consegue mudar isso.
  • Luiza87Luiza87
    Isso é verdade, MaraTereza. Parece que a gente sempre tem uma desculpa para não terminar um relacionamento ruim. As vezes ficamos com tanta esperança de que as coisas vão melhorar que acabamos ficando cegos pela esperança.
  • CFilhoCFilho
    Acho que uma dos pilares de um relacionamento é o respeito. Se perder o respeito o relacionamento fica abalado!
    Também não sei se realmente é possível voltar de algo assim, mas se você ama ele, faça tudo que esteja ao seu alcance, pelo menos assim você vai saber que você fez tudo que pôde!
  • FatimaMarceliFatimaMarceli
    Eu concordo com o CFilho, respeito é essencial em um relacionamento! Mas eu acho que existe sim a possibilidade de vocês recuperarem o que foi perdido, só que vai precisar que os dois estejam na mesma página e queiram a mesma coisa!
  • Luiza87Luiza87
    Como estão as coisas, Gabriel? Alguma melhora no teu relacionamento?
Entre ou Registre-se para fazer um comentário.
Novo tópico

Salas de discussão