Não pode se deslocar a nenhum consultório?
Encontre um psicólogo online
Acesso consultório Cadastre grátis seu consultório

A minha filha estava desanimada e angustiada

Marina77Marina77
editado November 2016 em Adolescência
Sou Marina, 53 anos, e estou aqui para compartilhar um pouco da minha experiência. A minha filha estava com desânimo e angústia com os resultados das notas escolares, com a necessidade de fazer pré-vestibular e sem motivação para nada, além de estar há muito tempo sofrendo com dores crônicas na coluna e bacia.
A minha filha de 17 anos procurou o pai para pedir ajuda e levá-la a uma psicóloga. Ela disse que estava perdendo o interesse por tudo, com frustração pelas notas escolares, preocupada com o pré-vestibular que teria que começar, com raiva e não acreditando mais que as dores na coluna iriam passar... triste por não conseguir mais tocar o seu violino, pois as dores na coluna aumentavam muito e os tratamentos médicos não surtiam efeito.
Eu achei que ela estava com inicio de depressão. Por isso, procurei na internet para encontrar profissionais próximos de casa e verificar suas referências.
Ela já iniciou a terapia e está mantendo suas atividades educacionais, e, apesar de ter parado com o violino, ela se interessou em iniciar aulas de canto de forma independente, e aparenta estar melhorando a disposição e a alegria, por isso acredito que o tratamento terapêutico está tendo um efeito positivo, e com o tempo esperamos que ela fique bem com ela mesma e com a vida.
Se tivesse que dar um conselho, seria: tenha mais atenção com os filhos, pois se minha filha não nos procurasse, acharíamos que se tratava apenas da pressão da adolescência e do vestibular, e o quadro de tristeza e desânimo poderia evoluir para uma depressão mais grave; mas também não se culpe por tudo, pois além de não sermos especialistas em comportamento, os filhos estão cada vez mais difíceis de compreender e de ajudar, poucos são os que aceitam conselhos, ou que se espelham nos melhores, eles querem mesmo é seguir os modismos do momento, seja lá o que for.
Por isso é necessário a ajuda profissional, senão os pais só pioram as coisas.
Entre ou Registre-se para fazer um comentário.
Novo tópico

Salas de discussão