Você sabe o que é dermatilomania (skin picking)?

Dermatilomania é considerada uma compulsão, e, na maioria dos casos, provoca sérios danos à pele de quem enfrenta o problema. Conheça os sintomas e veja o que fazer diante da situação.

17 MAI 2017 · Leitura: min.

PUBLICIDADE

Você sabe o que é dermatilomania (skin picking)?

Espremer uma espinha ou tirar a casquinha de um ferimento é algo que praticamente todo mundo já fez algum dia. No entanto, o que acontece quando isso se torna algo praticamente impossível de se controlar, gerando sérios danos à pele?

A dificuldade de resistir a situações assim tem nome: a dermatilomania, também conhecida como escoriação compulsiva e skin picking. Trata-se de uma compulsão em tocar, coçar, arranhar, limpar ou "fuçar" a pele continuamente, até que se criem lesões que, em muitas situações, se tornam graves.

A pessoa que sofre com a dermatilomania geralmente usa de objetos pontiagudos, dentes e unhas. Os alvos são cravos e espinhas, sardas, pintas, marcas e casquinhas de cicatrização.

O que pode estar por trás da dermatilomania?

Segundo especialistas, ainda não foi possível definir a causa da dermatilomania. Porém, a ansiedade pode ser um motivador. No caso de adolescentes, os problemas existenciais também podem estar por trás do problema. Vale a pena lembrar que a adolescência coincide com a fase em que a mudança hormonal provoca o aparecimento de cravos e espinhas, principalmente no rosto. A dificuldade em controlar a compulsão e a necessidade de autoafirmação podem ser explosivas.

Como explicam psicólogos especializados em transtorno obsessivo-compulsivo (TOC), o ritual compulsivo costuma ser uma maneira encontrada pela pessoa para diminuir a ansiedade. Assim como um indivíduo com TOC de limpeza não consegue viver sem lavar as mãos, por exemplo, quem convive com a dermatilomania tem dificuldade em não arranhar algo na pele.

Além disso, a dermatilomania pode ser uma espécie de "compensação", que ocorre quando a pessoa busca algo para descarregar uma frustração, por exemplo. Também pode ser consequência do próprio TOC, do autismo, do transtorno de personalidade borderline, dentre outros problemas psíquicos.

skinpicking.jpg

Dermatilomania é diferente de automutilação

Apesar de haverem semelhanças, a dermatilomania não pode ser confundida com a automutilação.A primeira geralmente se trata de uma compulsão difícil de ser controlada. Já a automutilação é o que ocorre quando a pessoa se agride com o objetivo de externalizar uma dor, um sofrimento ou uma sobrecarga emocional. A automutilação acaba se tornando um alívio para a dor psíquica, quando convertida em dor física.

Guardadas as diferenças, é importante ficar atento ao surgimento de sinais de algum desses quadros. Isso porque, segundo psicólogos, a dermatilomania pode, em algumas situações, levar à automutilação. Tende a ocorrer quando a pessoa passa a se sentir culpada pelos danos que causa à própria pele, e acaba se autopunindo por isso.

Reagindo à dermatilomania

Como a dermatilomania pode ser motivada por diversas questões, mas o caminho para superar sempre é o mesmo: buscar tratamento psicoterápico. Como a dermatilomania pode ser um problema psicossomático, em algumas situações necessitará ser tratada com o auxílio de medicamentos, como resume a psicóloga Iara Enilda Araújo:

"O acompanhamento psicoterápico é preciso e, dependendo do grau e tempo de duração da dermatilomania, se faz necessário também o uso de ansiolíticos."

Fotos: MundoPsicologos.com

PUBLICIDADE

psicólogos
Linkedin
Escrito por

MundoPsicologos.com

Deixe seu comentário

PUBLICIDADE

40 Comentários
  • Maria

    Oi, a minha boca é seca e eu fico arrancando a pele dela e eu não consigo para. Pode me ajudar?

  • Liane roberto

    Oie meu nome lia tenho 37 anos desde 7 anos arranco as cascas das minhas feridas ,nunca fui na praia porque minha costas e toda marcada é muito feia sofro muito com isso mais tenho vergonha de procurar ajuda médica

  • Luana paz Monteiro

    Eu hoje me parei pensando que desde os 15 anos mais ou menos eu coçando a cabeça até fazer ferida,e após fazer eu tiro a casca e não cura nunca,no meio da cabeça ja não tem cabelo,isso encomoda a mim e a outros q percebem, não sei se isso é TAg ou Toc, fazia acompanhamento psicólogico mas nunca mencionei achando normal,mas estou confusa e queria saber se é da ansiedade isso??

  • karine fernandes

    ha um longo tempo comecei a me pegar coçando minha cabeça, esta com algumas feridas e eu fico agoniada pois quando esta cicatrizando eu me pego de novo usando a unha pra tirar os cascões. Eu ja nem tenho controle quando vejo ja estou coçando e me machucando, isso esta me deixando preocupada nao tenho mais controle. será que tem algo haver ?

  • Maria

    Eu vim procurar sobre isso pq estou me sentindo extremamente culpada por fazer isso na minha pele, não faço só no meu rosto mas no meu corpo tbm quando vejo alguma casquinha eu tento tirar com uma pinça e acaba piorando 100% o que era mínimo que ngm podia ver me incomodava bastante aí eu tento mexer p ficar perfeito e acaba ficando horrível escorrendo sangue e ficando maior o ferimento, eu não aguento mais

  • fabio cristian vieira

    oi meu nome e fabio vieira e tenho uma filha de 3 anos que so dorme chupando o dedo e coçando o rosto as vezes provoca ferimentos o que pode ser

  • Eloiza mendes

    Gente eu devo ter esse problema so pode e n posso ver nem uma espinha em mim ,principalmente no rosto e ja quero mexer mais n e so mexer eu mexo ate sair sangui e depois que cria a casquinha e tiro a casquinha com todas as minhas forças c a unha e depois continuo mexendo ater a minha cara fica cheio de buraco ,mais n e por querer eu n consigo para ,e to ficando feia ,e todo mundo fala para eu par mais n consigo .... Nesse exato momento estou chorando muito

  • Julia Leal

    Não sei dizer ao certo se tenho dermatilomania, mas sempre roí as cutículas e até mesmo minhas bochechas, minha boca e peles em geral (ainda presas ao corpo). Tiro pele dos calos do meu pé, os calos também, qualquer pedacinho de casca e a pele que sobra em volta com qualquer objeto em minha volta, chego a tirar a lâmina dos apontadores (todos os meus apontadores estão sem lâminas). Esse artigo me ajudou a entender que do mesmo jeito preciso procurar ajuda.

  • Cintiq

    Eu tenho feridas na cabeça ,nunca sara por que eu tiro as casquinhas sempre e toda hora eu fico cutucando as.

  • Jadhi Rodrigues

    Tenho 25 anos, cutuco minhas espinhas, coço a cabeça até fazer ferida, como pele dos dedos, arranco a pele dos calcanhares até formar feridas que chego a andar mancando... É horrível, imaginei que esse comportamento não fosse normal e pesquisei, encontrei esse site. Vou procurar um psicólogo urgentemente.


Carregando...



últimos artigos sobre toc