MundoPsicologos.com
No Google Play Na App Store

Você conhece quais são os tipos de depressão?

Você seria capaz de descrever uma pessoa com depressão? Se você pensou em alguém que não tem vontade de fazer nada e não quer viver, veja a seguir por que está enganado.

3 Out 2016 O psicólogo esclarece - Leitura: min.

São Paulo (cidade) São Paulo

11 Recomendações

A maioria das pessoas associam a depressão com a ideia de alguém que passa dias na cama, sem ânimo nenhum para levantar e realizar as tarefas do cotidiano e com ideais suicidas. Mas será que apenas tais aspectos caracterizam a depressão? A psicóloga Maitê Hammoud ajuda a esclarecer essa dúvida.

Existem vários tipos de depressão. podendo variar o grau, intensidade e duração. É de extrema importância conhecê-los para a identificação dos sintomas, possibilitando a busca do tratamento e prevenindo a evolução do quadro.

Na depressão sempre vão existir a combinação de fatores biológicos, psicológicos e sociais. A causa pode decorrer de fatores internos ou externos, mas independente do que motivou a origem da doença, um sempre influenciará o outro.

Os fatores internos normalmente estão associados a mudanças hormonais ou de neurotransmissores, e os externos podem ser os mais diversos, normalmente estando vinculados a perdas (falecimento de um ente querido, término de relacionamento, perda de emprego ou de status social), ou então a uma rotina muito estressante.

Sintomas da depressão

Os sintomas mais prevalentes na doença, que devem ser percebidos como sinais de alerta, são:

  • afetivos: choro, melancolia, sentimentos de vazio, tédio, irritabilidade, baixa autoestima, isolamento;
  • cognitivos: dificuldades de atenção, concentração e memória, pessimismo, falta de flexibilidade, arrependimento e culpa, ideais suicidas, pensamentos de morte;
  • motores: mutismo, diminuição no tom de voz, andar em círculos;
  • somáticos: alterações no padrões de sono (insônia ou sono em excesso), alteração nos padrões alimentares (perda ou ganho de apetite, estando associado a perda ou ganho de peso), irritabilidade, diminuição na libido, vulnerabilidade a doenças.

depressao2.jpg

Tipos de depressão

Como foi mencionado anteriormente, há vários tipos de depressão, cada um com características específicas:

  • distimia: sensações de cansaço que oscila entre leve e forte, a pessoa encara tudo como sacrifício e problema. A pessoa é desesperançosa e pessimista, e possui a libido reduzida;
  • depressão atípica: apresenta sintomas contrários aos mais comum da depressão. Os pacientes têm maior necessidade de dormir, comer ou ter contato íntimo;
  • depressão disfórica pré-menstrual: predomina a irritabilidade, mudanças no apetite e no humor, sintomas que podem ser amenizados com vitaminas, diuréticos e exercícios físicos;
  • depressão pós-parto: a duração varia de seis meses a um ano, e implica em prejuízos significativos na amamentação e formação de vínculo com o bebê;
  • depressão psicótica: está associada à psicose e aos sintomas característicos dessa estrutura, podendo ocorrer alucinações com conteúdo depressivo, culpa e delírios de ruína;
  • depressão maior: é a mais conhecida, sendo caracterizada por sua longa duração (20 semanas ou mais) e sendo caracterizada, principalmente, por intenso sentimento de apatia e ausência de sono e apetite;
  • depressão secundária: advém de outra doença, como consequência ou durante o processo de adoecimento;
  • depressão agitada: inquietação com humor depressivo. Frequentemente causa insônia;
  • depressão sazonal: decorrente da ausência de luz solar. Por isso, é prevalente na Europa.

Tratamento da depressão

Para o tratamento de qualquer tipo de depressão, é fundamental tanto acompanhamento psiquiátrico como psicológico. O suporte medicamentoso será indispensável para regular os aspectos orgânicos, favorecendo diretamente a melhora e diminuição dos sintomas biológicos (sono, apetite, disposição, etc.). Já o acompanhamento psicológico possibilitará o fortalecimento emocional, novas perspectivas e alívio das dores emocionais.

Fotos: por MundoPsicologos.com

0 Curtir

Deixe seu comentário

INFORMAÇÃO BÁSICA SOBRE PROTEÇÃO DE DADOS
Responsável: Verticales Intercom, S.L.
Finalidades:
a) Envio de solicitação ao cliente anunciante.
b) Atividades de publicidade e prospecção comercial, por diferentes meios e canais de comunicação, de produtos e serviços próprios.
c) Atividades de publicidade e prospecção comercial, por diferentes meios e canais de comunicação, de produtos e serviços de terceiros de diferentes setores de atividade, podendo implicar repasse dos dados pessoais a esses terceiros.
d) Segmentação e elaboração de perfis para fins publicitários e para prospecção comercial.
e) Gestão dos serviços e aplicativos oferecidos pelo Site ao Usuário.
Legitimação: Consentimento do interessado.
Destinatários: Está previsto o repasse dos dados aos clientes anunciantes para atender suas solicitações de informação sobre os serviços anunciados.
Direitos: Tem o direito a acessar, retificar e eliminar os dados ou se opor ao tratamento dos mesmos ou a alguma das finalidades, bem como outros direitos, como se explica na informação adicional.
Informação adicional: É possível consultar a informação adicional e detalhada sobre Proteção de Dados em br.mundopsicologos.com/proteccion_datos

Comentários (2)

Você não pode deixar de ler...