Acesso consultório Cadastre grátis seu consultório

Quando procurar um tratamento psicoterapêutico?

<strong>Artigo revisado</strong> pelo

Artigo revisado pelo Comitê de MundoPsicologos

Sempre que penso sobre essa pergunta compreendo que existem inúmeras razões para se começar um tratamento Psicoterapêutico, entre essas, estão às dificuldades nas relações com familiares

26 ABR 2017 · Leitura: min.
Quando procurar um tratamento psicoterapêutico?

São tantos os motivos que podemos encontrar para iniciar uma Psicoterapia que poderia passar horas aqui escrevendo e não iria esgotar as motivações para começar esse tratamento, no entanto, não é esse o proposito desse texto. Mas esclarecer QUEM é o responsável por escolher a possibilidade de vivenciar o processo Psicoterapêutico. Acredito que a pessoa mais indicada para isso é o Cliente, pois somente ele pode mensurar o tamanho de sua dor, de seu sofrimento e reconhecer a necessidade (Procura) de fazer Psicoterapia! Até mesmo porque será o cliente que vai se disponibilizar e confiar suas questões mais delicadas que ainda não sabe lidar, que irá ao encontro de suas dificuldades, de seus desafios e é ele que irá de forma mais intensa refletir sobre sua vida.

Para isso, requer esforço, tempo, paciência e principalmente entrega. Lógico, que o Psicólogo tem um papel importante no processo Psicoterapêutico, pois a ele cabe acompanhar, acolher, instigar, ou seja, facilitar o processo , no entanto, só poderá ajudar o cliente se este permitir, confiar. Qualquer pessoa que esteja passando por alguma dificuldade, problema, sofrimento pode procurar ajuda de um psicólogo para iniciar um processo psicoterapêutico.Não precisa necessariamente a pessoa estar passando por uma situação limite, ou padecer de problemas psicológicos mais severos, como transtorno psiquiátrico para buscar auxílio de um psicoterapeuta. Todas as pessoas em algum momento de sua existência pode passar por crises existenciais e precisarem de um apoio, uma escuta, um acolhimento para conseguir elaborar melhor suas vivências.O psicoterapeuta não dá respostas às pessoas que procuram seus serviços, pois seu trabalho não é de tutelar pessoas, mas de promover espaços de reflexão, facilitando o processo de emancipação dessas pessoas, ajudando-as a construírem suas próprias respostas às perguntas que surgem ao longo de suas vidas.

O Processo Psicoterapêutico é marcado pela mútua confiança, disponibilidade, implicação e entrega tanto do Cliente quanto do Psicólogo. E de nada adiantaria qualquer pessoa, mesmo um profissional da área, indicar o Processo Psicoterapêutico a alguém se esta pessoa não estiver mobilizada e disposta a vivenciar esse tratamento.

Escrito por

Gabriela Gomes Freitas Benigno

Ver perfil
Deixe seu comentário

últimos artigos sobre psicoterapias