Acesso consultório Cadastre grátis seu consultório

O que seus posts no Facebook revelam sobre você?

<strong>Artigo revisado</strong> pelo

Artigo revisado pelo Comitê de MundoPsicologos

O que você busca quando publica algo no Facebook? Reconhecimento, interagir ou sentir algo que a vida real não lhe proporciona? Saiba que suas atualizações na rede dizem muito sobre você.

10 AGO 2016 · Leitura: min.
O que seus posts no Facebook revelam sobre você?

A atualização de status é uma das ferramentas mais usadas no Facebook, seja para se posicionar politicamente, comentar uma partida de futebol, falar sobre comida ou mostrar como estão sendo as férias. Claro, ainda há aqueles que fazem declarações diárias de amor. Mas, afinal, o que você busca quando publica algo?

Saiba que os motivos que o levam a atualizar seu status dizem muito mais sobre você do que a publicação por si só. Essa é a conclusão de estudo realizado por um grupo de pesquisadores Universidade de Brunel (Londres). A pesquisa analisou cinco pontos para medir diferentes traços de personalidade dos usuários por meio do que compartilham no Facebook:

  • atividades sociais e cotidianas
  • atividades intelectuais
  • realizações
  • dieta e exercícios físicos
  • relacionamentos significativos

Esses temas foram selecionados por meio de abordagem analítica sobre os assuntos mais compartilhados no Facebook pelos usuários. Além disso, o estudo investigou se essas atualizações de status estavam associadas com busca ou necessidade de atenção, expressão de opinião, comunicação ou compartilhamento de informações impessoais, como eventos.

5 personalidades de usuário

Cruzando toda a informação coletada durante a investigação, a equipe conseguiu definir cinco "tipos de pessoas" que podem ser encontradas no Facebook.

  1. Extrovertidas - tendem a publicar informações sobre sua vida diária e também sobre atividades sociais. Para elas, o Facebook oferece comunicação e a possibilidade de estarem conectadas a outras pessoas.
  2. Baixa autoestima - são mais propensos a falar sobre seu parceiro romântico e receber menos "curtidas" ou comentários. Isso porque compartilham temas considerados pouco populares e que não resultam atrativos para os demais usuários do Facebook. Tendem a buscar atenção e suporte na rede social, pois, às vezes, pode estar faltando na vida real.
  3. Narcisistas - geralmente procuram atenção e reconhecimento. Publicam mais sobre prática de esportes, dietas e objetivos alcançados. Costumam receber mais "curtidas" e comentários, o que reforça seus egos. Mais do que amigos, tendem a buscar admiração.
  4. Organizados - tendem a usar o Facebook com mais consciência, menos frequência e, quando o fazem, é com discrição. Costumam publicar postagens consideradas inofensivas, como atividades sociais ou familiares.
  5. Abertas - são mais propensas a falar sobre eventos atuais, questões intelectuais e criativas. Também utilizam a rede para relatar informações ou expressar os seus pontos de vista políticos.

Um objetivo secundário do estudo foi analisar se as pessoas que atualizam o status com mais frequência (usando os cinco temas determinados) recebem mais "curtidas" ou comentários. Chegou-se à conclusão que os que o fazem experimentam de maior interação e inclusão social, o que pode refletir em melhora de autoestima.

shutterstock-293765597.jpg

O método usado pela pesquisa

Ao todo, o estudo contou com a participação de 555 usuários do Facebook na faixa etária dos 30 anos. Todos completaram os testes de personalidade e responderam questionários sobre as razões que os levam a usar a rede social.

Segundo informações da plataforma sobre o primeiro trimestre deste ano, são 1,09 bilhão de usuários ativos todos os dias em todo o mundo. E você, com que tipo de personalidade se identifica mais? Compartilhe com a gente na seção de comentários.

Fotos: MundoPsicologos.com

psicólogos
Linkedin
Escrito por

MundoPsicologos.com

Deixe seu comentário
3 Comentários
  • Elizabeth Alves Salustiano

    Amei a reportagem! Também acredito que realmente no Facebook muitas vezes nos colocamos como um todo.

  • Valdelivia Prado

    Gosto de saber notícias de familiares e amigos através do Facebook. Aceito cada um com sua personalidade e excentricidade, como realmente são. Desta forma sinto-me incluída entre eles e participativa em suas vidas. Isto me faz feliz...

  • Ana Spaniol

    Acredito que a pesquisa deva continuar abrangendo outras faixas etárias.

Últimos artigos sobre Atualidades sobre psicologia