Acesso consultório Cadastre grátis seu consultório

O que o paciente pode ou não esperar do processo psicoterápico realizado pelo psicólogo?

<strong>Artigo revisado</strong> pelo

Artigo revisado pelo Comitê de MundoPsicologos

A Psicologia é um tema bastante comentado, contudo é nítido que há dúvidas sobre ela, principalmente quanto ao que se pode ou não esperar da psicoterapia. Seguem alguns esclarecimentos.

26 JUN 2017 · Leitura: min.
O que o paciente pode ou não esperar do processo psicoterápico realizado pelo psicólogo?

1. A psicoterapia é o tratamento que, por meio da fala e de outras técnicas interventivas, visa: a. Proporcionar autoconhecimento, autoaceitação e equilíbrio para enfrentar adversidades. b. Contribuir para a compreensão, enfrentamento e extinção ou controle de sintomas relacionados a transtornos, síndromes e conflitos específicos que interferem na condução de atividades e nas relações sociais e afetivas. 2. Sigilo profissional*: a. O psicólogo atuante é inscrito junto ao Conselho de Psicologia de sua região (CRP). Assim, ele é submetido a uma série de normas e regras determinadas pelo Código de Ética Profissional. b. O profissional não pode revelar informações sobre o paciente ou sua história clínica sem autorização prévia. Havendo necessidade de discutir o caso com colegas da profissão, supervisores ou equipe multidisciplinar, a identidade do paciente permanece preservada e/ou a obrigatoriedade de sigilo informada, bem como, os dados transmitidos ponderados.*Salvo situações em que o paciente ou outras pessoas estejam em situações de risco. 3. O psicoterapeuta não fornece respostas prontas ao paciente: Em geral, as técnicas utilizadas pelos psicoterapeutas, os quais atuam com abordagens psicológicas diversas, estimulam a autorreflexão e o autoconhecimento por parte do paciente. Desse modo, o psicoterapeuta não diz diretamente o que o paciente deve ou não fazer. Isso não impede que ele dê orientações ou informações em questões que não comprometam a autorreflexão. 4. O paciente tem direito a receber esclarecimentos sobre o processo terapêutico: Com exceção de algumas questões restritas aos profissionais psicólogos (por exemplo: como se avalia instrumentos de uso restrito), o paciente tem direito a receber informações sobre o andamento do seu processo terapêutico. 5. Psicólogos/psicoterapeutas não prescrevem medicação psiquiátrica ou de qualquer outro tipo: Prescrever medicação é uma atribuição básica da Medicina e não da Psicologia. Entretanto, o psicólogo pode encaminhar o paciente a outros profissionais, caso avalie a necessidade de outros tipos de intervenção. 6. Psicólogos/psicoterapeutas não atuam como terapeutas alternativos: A psicologia é uma ciência que não se confunde com as práticas terapêuticas alternativas. As práticas alternativas podem trazer benefícios, mas não são regulamentadas pelo Conselho Federal de Psicologia. Por isso, o psicoterapeuta, utilizando-se do título de psicólogo, não pratica atividades que não estejam relacionadas à profissão.

O que o paciente pode ou não esperar do processo psicoterápico realizado pelo psicólogo?
Escrito por

Regiane da Silva

Ver perfil
Deixe seu comentário
1 Comentários
  • Cléia A. Da Silva Zanetti

    Parabéns Regiane, minha prima. Sinto muito orgulho por saber o quanto você se dedicou e se dedica, à psicologia, com o intuito de ajudar as pessoas que necessitam de tratamento. Excelente artigo.

últimos artigos sobre psicoterapias