Acesso consultório Cadastre grátis seu consultório

Nossos corpos sexuais realmente mudam conforme envelhecemos.

<strong>Artigo revisado</strong> pelo

Artigo revisado pelo Comitê de MundoPsicologos

Cabelos grisalhos e um pouco de barriga são os fatores da idade. As mudanças têm muitas implicações sexuais.

30 OUT 2019 · Leitura: min.
Nossos corpos sexuais realmente mudam conforme envelhecemos.

Vamos citar alguns problemas que são esquecidos na sexualidade, eis o que a maioria dos homens acima de 50 anos está lidando com:

Ronco

As pessoas roncam mais à medida que envelhecem. Como resultado, o sono pode não ser tão repousante, levando a mau-humor (ruim para o sexo) ou fadiga (ruim para o sexo). Se o ronco piorar o suficiente, um casal pode decidir que são necessárias camas ou quartos separadas. Isso não precisa ser ruim para o sexo - mas para casais cujo relacionamento sexual já está diminuindo, pode acelerar o declínio.

Dor nas articulações

Dores e dores são quase universais à medida que as pessoas envelhecem. As costas, pescoço, joelhos, cotovelos e quadris são essenciais para o funcionamento sexual de um parceiro e, quando machucam, o sexo se torna frustrante. Infelizmente, muitos homens sentem-se obrigados a permanecer calados sobre sua dor e seus impactos sexuais, e sofrem silenciosamente uma experiência degradada ou se retiram de uma atividade sexual após outra sem explicação.

Fazendo xixi

Homens na meia-idade e além têm que fazer xixi praticamente o tempo todo. Realmente. A bexiga sinaliza constantemente ao cérebro para esvaziá-la, mas esvazia-se com a diminuição da eficiência. Precisando fazer xixi e achando difícil fazê-lo não é apenas irritante, é assustador. Quando você precisa fazer isso novamente 15 minutos depois, é difícil relaxar. A preocupação interfere com o sexo, é claro. O mesmo que fazer xixi.

Problemas de audição

A maioria das pessoas sabe que os problemas auditivos aumentam com a idade. Algumas pessoas recebem aparelhos auditivos, muitas não. Como resultado, as palavras ditas em um sussurro podem não ser ouvidas, levando a desentendimentos ou decepções românticas.

Declínio da força

A maioria dos homens realmente odeia falar sobre isso. Síndrome do túnel do carpo, artrite e lesões no local de trabalho podem tornar torturante a abertura de um frasco ou o uso de uma chave de fenda. Um resultado é que a masturbação pode se tornar mais problemas do que prazer-

Ecologia oral

Quanto mais idosos forem, mais medicamentos eles tomam. Os homens tomam alguns remédios muito mais do que as mulheres - para pressão alta, colesterol e úlceras, entre outras coisas. Alguns medicamentos podem reduzir a quantidade de saliva na boca, levando a cheiros ou gostos desagradáveis. Embora os profissionais raramente discutam isso (por quê?), isso pode reduzir drasticamente o prazer de beijar. Esse efeito é multiplicado quando as pessoas tomam vários medicamentos ao mesmo tempo, incluindo antibióticos, anti-inflamatórios e quimioterapia.

Ereção, orgasmo

Esses são os efeitos que as pessoas conhecem melhor - ou pelo menos dizem que sabem. À medida que os homens envelhecem, é mais difícil ficar ereto, e as ereções podem não ser tão firmes ou confiáveis como costumavam ser. Medicamentos para ereção como o Viagra podem ajudar, embora não possam ser usados por homens que tomam outros medicamentos, como aqueles para pressão alta. Por outro lado, se um homem não deseja ou desfruta de seu parceiro, um medicamento para ereção não mudará isso.

A maioria dos homens mais velhos também experimenta uma mudança dramática em sua capacidade de orgasmo e ejaculação. A quantidade de líquido que sai no orgasmo diminui ano a ano. Talvez mais dramático, o homem de meia-idade ou mais velho pode fazer sexo e simplesmente não conseguir chegar ao clímax. Como resultado, alguns homens acariciam seu pênis para ter um orgasmo após o sexo.

Infelizmente, muitas mulheres pensam que a falta de ereção ou orgasmo de um homem reflete uma falta de excitação, desejo ou satisfação com elas. Na verdade, não tem muito a ver com a companheira e sim com a idade dele.

O que fazer com todas essas mudanças? Respire fundo e continue redefinindo o sexo. Concentre-se nas partes do corpo que funcionam, nas atividades que se sentem bem e faça o que for necessário para criar uma conexão emocional com seu parceiro. E quando você encontrar uma combinação viável de partes do corpo, atividades e conexões - chame isso de "sexo" e divirta-se.

Escrito por

Clarete Duarte Galdino

Ver perfil
Deixe seu comentário

Últimos artigos sobre Sexualidade