MundoPsicologos.com
MundoPsicologos.com
No Google Play Na App Store

“Meu filho não quer sair da cama.” Stop: chega desta loucura todas as manhãs

É uma situação, terrível, eu sei, mas, “enquanto você assumir a responsabilidade de colocar o seu filho para fora da cama, ele vai deixar você fazer isso.”

22 Fev 2016 Crianças e adolescentes - Leitura: min.

Campinas (São Paulo) São Paulo

8 Recomendações

O alarme dispara e a batalha de todas as manhãs começa: você bate na porta do quarto do seu filho para acordá-lo, mas tem que voltar uma, duas e outras vezes para se certificar de que ele, na verdade, se levantou. E a sua voz vai aumentando junto com cada batida na porta como o "toque de despertar".

Os minutos passam e ele ainda permanece na cama, você começa a gritar e gritar e, em seguida, tira os cobertores da cama. Em desespero, você começa puxá-lo pelos pés, para fora da cama, mas sabe que não vai ser capaz de fazer isso por muitos mais anos.

Mesmo depois de tudo isso seu filho perdeu a van então terá que levá-lo para a escola. Resultado, você vai se atrasar para o trabalho novamente, e agora já no trânsito, a cada semáforo sente a sua pressão sanguínea subindo, afinal não sai da sua cabeça mais um comentário que seu chefe vai fazer sobre o seu atraso.

É uma situação, terrível, eu sei, mas, "enquanto você assumir a responsabilidade de colocar o seu filho para fora da cama, ele vai deixar você fazer isso".

Se você está decidido a mudar este comportamento saiba que punições não têm nenhum efeito. Então o que fazer?

É preciso saber

De acordo com a National Sleep Foundation (EUA), os adolescentes precisam de uma média de nove horas de sono por noite. E como os padrões de sono biológicos durante a adolescência dificultam que eles durmam antes das 23h,se torna quase impossível que acordem a tempo de pegar o transporte para a escola.

O que isto significa é que, quando o seu filho tem de levantar cedo, ele ou ela está trabalhando contra um impulso biológico para dormir. Mas só porque a biologia dele não corresponde com as demandas do mundo exterior, isso não significa que você tem que se render à insanidade diária de conseguir que saia da cama.

A boa notícia: Você pode parar de "trabalhar tão duro"

A partir de agora deixe de tomar para si a responsabilidade para conseguir que seus filhos saiam cama na hora certa. Se você bater repetidamente na porta para levantá-los, ou arrastá-los para fora da cama, estará trabalhando duro sem um resultado efetivo, isto se tornará um padrão de comportamento.

Com isso está transferindo para você um gasto de energia e esforço extra o qual deveria ser do seu filho. Então, se pensar sobre isso, por que o seu filho se levantaria por conta própria quando você está disposto a fazer isso por ele? Se eles sabem que realmente não tem que se levantar até que a mãe ameace jogar a água gelada, por que deveriam levantar-se ao primeiro toque do alarme? Mais dez minutos é mais de dez minutos, certo?

Comece definindo novas regras

A fim de obter adesão do seu filho à rotina da manhã, você precisa dar-lhe a responsabilidade de levantar-se. Sente-se com seu filho e tenha uma conversa sobre levantar-se de manhã. Você pode dizer: Você e eu temos um momento difícil na parte da manhã.

Eu não vou ser mais responsável para acorda-lo na hora certa. Vou dar-lhe apenas uma chamada "acorda" e, em seguida, cabe a você se levantar. Se você perder o ônibus, eu não vou levá-lo para a escola. Você terá que encontrar outro meio para chegar lá, ou você vai precisar ligar para seus professores para obter suas tarefas.

Esta solução pode não funcionar para todas as famílias. Seu filho, por exemplo, pode ser muito jovem para ficar em casa, enquanto você está no trabalho; então precisará personalizar as ações de acordo com a sua situação familiar. O importante é não proteger seu filho das consequências dos seus atos. Para criar manhãs menos dramáticas, é necessário deixar o seu filho experimentar os resultados de não conseguir se levantar e ir para a escola.

Faça do sono uma prioridade

É recomendado que os pais esclareçam a seus filhos que devem dormir uma hora mais cedo. Pode dizer, por exemplo: "Você parece ter dificuldade de se levantar de manhã, o que me diz que não está dormindo o suficiente. Você precisa acordar "7h" (exemplo) nos dias de aula. A partir de hoje, em dias de aula, você irá para a cama ás 22h.

Por causa dos impulsos biológicos que mencionei anteriormente, pode ser difícil para o adolescente dormir antes de 23h. Assim ir para a cama ás 22h vai ser um pouco "desconfortável" no começo. Com o tempo, o desconforto e incômodo de ter de ir para a cama com as luzes apagadas e sem eletrônicos pode passar com a motivação de acordar a cada manhã na hora certa e sem as "velhas guerras".

Saiba como definir limites com seu filho

Os adolescentes e pré-adolescentes estão lutando contra uma unidade fisiológica que lhes diz para dormir mais tarde. A fim de mudar o seu comportamento, eles precisam de um plano, não apenas uma ilusão. Se o seu filho tem dificuldade em levantar-se, estude com ele uma lista de coisas que possa fazer para ajudar a si mesmo sair da cama na hora certa.

Colocar o despertador do outro lado do quarto, em vez de ao lado da cama pode ajudar. Embalar seu lanche da escola, escolher suas roupas e organizar a sua mochila na noite anterior, para que não tenha que fazê-lo na parte da manhã pode ser uma boa alternativa também.

O mais importante é deixar a responsabilidade de levantar-se de manhã com seu filho. Se você fizer tudo, ele não terá nenhuma razão para fazê-lo por si.

0 Curtir

Deixe seu comentário

INFORMAÇÃO BÁSICA SOBRE PROTEÇÃO DE DADOS
Responsável: Verticales Intercom, S.L.
Finalidades:
a) Envio de solicitação ao cliente anunciante.
b) Atividades de publicidade e prospecção comercial, por diferentes meios e canais de comunicação, de produtos e serviços próprios.
c) Atividades de publicidade e prospecção comercial, por diferentes meios e canais de comunicação, de produtos e serviços de terceiros de diferentes setores de atividade, podendo implicar repasse dos dados pessoais a esses terceiros.
d) Segmentação e elaboração de perfis para fins publicitários e para prospecção comercial.
e) Gestão dos serviços e aplicativos oferecidos pelo Site ao Usuário.
Legitimação: Consentimento do interessado.
Destinatários: Está previsto o repasse dos dados aos clientes anunciantes para atender suas solicitações de informação sobre os serviços anunciados.
Direitos: Tem o direito a acessar, retificar e eliminar os dados ou se opor ao tratamento dos mesmos ou a alguma das finalidades, bem como outros direitos, como se explica na informação adicional.
Informação adicional: É possível consultar a informação adicional e detalhada sobre Proteção de Dados em br.mundopsicologos.com/proteccion_datos

Você não pode deixar de ler...