Espaços desorganizados, mentes desorganizadas

Este artigo trata de um problema aparentemente sem importância, mas que afeta muitas pessoas e foi questão de terapia nas últimas semanas de trabalho, tema importante a ser compartilhado.

18 MAI 2015 · Leitura: min.

PUBLICIDADE

Espaços desorganizados, mentes desorganizadas

Adorei quando me perguntaram essa semana sobre como conseguir organização pelo treinamento diário, tendo em vista o mundo caótico em que vivemos e o bombardeamento de informações que recebemos a todo instante. O tema, a princípio parece sem graça, mas se pensarmos mais a respeito, vemos que se trata de um assunto que mexe com vários aspectos de nossas vidas.

Como psicóloga e também consultora em organização de espaços, chamou-me a atenção o relato de uma paciente cujo discurso trazia uma "carga emocional" em relação à organização de sua própria "bagunça" e de como isso a deixava estressada durante seu cotidiano, mesmo se percebendo como uma pessoa "naturalmente desorganizada".

Nessa fase em que conseguimos perceber como nossos espaços percorridos fazem parte do nosso cotidiano psíquico, sinto-me à vontade para dizer que realmente esses assuntos estão totalmente conectados.

Na realidade, ao entrarmos em um local, os nossos olhos captam a energia que ali está, se o local está revolto, nossa mente ficará revolta, confusa, consequentemente nossos sentidos ficarão inertes, sem forças para a tomada de ações; nessa linha de raciocínio, quando começamos a arrumar nossas coisas, arrumamos nossa mente e levamos nossos sentimentos a uma gradual organização interna, mais rápida ou mais demorada, não importa, mesmo porque o tempo é relativo a cada personalidade, o que interessa aqui é que isso nos traz constância, calma e força para aplacar as bagunças internas e tomarmos atitudes a partir das ordenações que fazemos.

Então, quando começamos a arrumar e organizar os espaços, mesmo que seja um objeto de cada vez, uma roupa de cada vez, uma peça por semana que seja, esses pequenos passos nos levam a um caminho de reencontro conosco, com nossa história de vida, a arrumação nos areja a alma, limpamos por fora, limpamos por dentro; a questão aqui não é o tempo de limpar, de arrumar, mas sim o primeiro passo em direção a uma "arrumação" interna, um rearranjo de ideias e sentimentos, devagar, sem medos, sem cobranças, sem julgamentos, com mente aberta para um reencontro consigo. Essa é uma das várias ferramentas para iniciar uma jornada de reestruturação psíquica e integral.

Outro exemplo prático em que podemos pensar são os acumuladores, quanto mais acumulam, mais "bagunçadas" ou desorganizadas suas mentes estão; é a constatação da forte conexão entre o externo e o interno em nossas vidas.

É verdade que todas as vezes em que nos vemos com excessos e misturas, nos sentimos sufocados e sem rumo; não é à toa que em uma famosa e tradicional "tarefa de ano novo", quando está próxima a virada do ano, todos falam que já estão deixando para trás o que não serve mais, seja roupa, contas de papel antigas, sapato, livro, pessoas, etc., para receber o ano novo esvaziado, pois não dá para o novo entrar se o espaço está cheio.

Portanto, a organização dos espaços, seja no trabalho ou em casa, organiza a mente, organiza a vida e reorganiza os sentimentos, trazendo saúde e bem-estar.

Foto: por markchadwickart (Flickr)

PUBLICIDADE

Escrito por

Giseli Nunes Pereira

Ver perfil
Deixe seu comentário

PUBLICIDADE

12 Comentários
  • ROSANGELA

    Minha irmã mais velha, mora sozinha, se isolou da família, se alto vitimiza, é acumuladora apegada mto a matéria. E sua casa chega a assustar de tão desorganizada. Ela cobra visitas, mas não tem nem lugar p dormimos. A casa dela tem 3 quartos td tem caixas q nem ela sabe o q de fato tem. Roupas q nem usa mais e não desapegar. É mto triste ve-la assim.

  • Luciene J.O Araujo

    Olá, boa tarde Estou a procura de esclarecimento para essa tão grande confusão que fica a mente de algumas pessoas a ponto de viver em meio a uma bagunça e pior (não perceber tal coisa). Minha mãe tem 72 anos e não consegue manter um ambiente arrumado tudo dela é fora do lugar eu tento arrumar mas parece que ela só encontra as coisas quando então do jeito que ela colocou isso quando consegue encontrar. Já fez tomografia mas não apareceu nada de anormal graças a Deus. Estou ansiosa para receber uma resposta que me ajude a entender e ajudar minha mãe,se existir algum medicamento natural é o que ela esta precisando.

  • Josiane Segantim

    Infelizmente, ainda sou assim. Sabe aquele sentimento de não arrumar para você mesma ? Agora quando alguém que vai vir em casa, visitar ... Tenho ânimo para arrumar...deixo super organizado.... Porque eu não arrumo por mim mesma?

  • soraia

    Me identifique em todas as falas. Desde o texto até os comentários. Sou bagunceira e agora acumuladora também, minha terapeuta me disse que eu devo me vê como uma pessoas DEFICIENTE em raciocínio de organização. É complicado, percebi nos comentários, que as pessoas aceitam como são e tentam melhor. Como melhorar se eu me vejo deficiente na questão organização?

  • Anderson Thiago Pinheiro de Barros

    Oi. Quero deixar aqui um pensamento, questionamento, ideia, seja lá o que sair aqui. Mas eu fui ao banheiro e vi que deixei meu óculos lá, sempre deixo ele solto por aí. Aí fui escovar os dentes e vi a pia entulhada de tubos, pentes,... lembrei do meu quarto e pensei: cada coisa devia ter seu lugar. É muito mais fácil se eu tiver um suporte para sempre deixar lá meus óculos. Onde ele sempre voltará para lá. Aí lembrei de pertencimento. Eu acho que a organização vem com um senso de pertencimento. Uma noção de que cada coisa tem que ter o seu lugar, inclusive nós mesmo. Mas eu não me sinto de lugar nenhum. Se eu tivesse condições viajaria pelo mundo à fora. Acamparia constantemente. Mas essa falta de pertencimento atinge aos que me cercam. Eu não me ligo fortemente, deixo a corda frouxa, para soltar caso seja necessário. É tão difícil achar um lugar para cada coisa. Não sou acumulador. É por que eu não tenho suportes mesmo (prateleiras, estantes). Acho que eu tenho que ser criativo e inventar suportes e ser fiel a eles. Por que se não tudo vira bagunça de novo. Qual será o suporte que eu tenho que inventar para minha vida?

  • Claudia Ivis Sangiorgi

    Parabéns! Excelente conteúdo! Sou Personal Organizar; profissional de organização, vejo pelo olhar profissional quanto a bagunça é prejudicial à uma vida saudável.

  • Wailen

    Esse texto é uma cura para a alma, obrigado!

  • Vitor freitas

    estou completamente desorganizado tenho dificuldade em saber por onde começar e não sei quem sou, minha personalidade.

  • Edilma de Oliveira Castro

    Perfeito, o texto. Tenho alguns clientes com esse" perfil de desorganização, de acumulação e com grande sofrimento psíquico.Gostaria de receber, se possível, informações sobre consultoria em organização de espaços. Obrigada!

  • CarlaCristina

    Me encontrei nesse texto, gostaria de ser treinada ou receber a orientação para organizar e manter organizada..Estounacumuladora ou quase e tenho 37 anos. Por favor me.ajude quero uma.ajuda de uma psicóloga na minh casa pra ver o que falo. obrigada e bjos


Carregando...