Acesso consultório Cadastre grátis seu consultório

Dia dos Namorados: sozinho e sem depressão

<strong>Artigo revisado</strong> pelo

Artigo revisado pelo Comitê de MundoPsicologos

Para muitas pessoas, o Dia nos Namorados é visto com tristeza. Para outros, como um dia qualquer. E para você? Como você se sente nesta data se está sem um companheiro(a)?

9 JUN 2016 · Leitura: min.
Dia dos Namorados: sozinho e sem depressão

O Dia dos Namorados é um dia terrível para quem está solteiro? Será mesmo? Quem foi que disse que você tem que se apegar à data e encontrar motivos para ficar triste? Nem sempre o fato de estar sozinho nesse período do ano significa que você tenha razões para ficar cabisbaixo e deixar de sorrir.

É claro que nem todos pensam assim. Isso porque existem pessoas que gostam de estar só e, em contrapartida, há as que sempre estão procurando por alguém. Desse modo, obviamente, passar o Dia dos Namorados solteiro terá pesos diferentes conforme cada caso.

Acontece que a data, de todo modo, estará em seu calendário. Sendo assim, caberá a você decidir o que fazer. Quer algumas dicas de como não ficar deprimido na data se você está sozinho e não tem namorado(a)? Bem, vamos lá.

Encare o dia como outro qualquer

Esqueça tudo o que se diz sobre o dia 12 de junho e veja-o como outro dia qualquer. Faça o que você costuma fazer regularmente e encare o dia com a normalidade que encararia um domingo de ócio ou uma terça-feira em que tem que levantar cedo para trabalhar ou estudar.

Ou seja, ao ver a data como um dia qualquer, dificilmente você irá se prender ao simbolismo que acompanha do Dia dos Namorados.

Chame uns amigos para sair e se divertir

Pense que você não tem obrigação alguma de estar com alguém no Dia dos Namorados, isso não é uma regra. E mais: que tal chamar um amigo solteiro para jantar e rir da situação? Uma boa conversa pode fazer tão bem quanto (ou até mais) que um jantar a dois, que, às vezes, ocorre mais por formalismo do que por vontade e paixão.

Viajar? Conhecer gente nova?

Sabe aquela cidadezinha histórica que fica pertinho e que você nunca foi visitar por "falta de tempo"? Por que não agora? Junte uns amigos, pegue o carro, o ônibus e vá. E você pode ir sozinho também. Quem sabe não seja uma boa oportunidade para conhecer gente nova.

3426196560-6673f2a8a4-b.jpg

Fazer uma maratona de séries

Você pode também passar um dia de "hibernação" e aproveitar para começar a ver as séries que ainda não teve chance ou que continua "empurrando com a barriga". Quer dicas? Começamos com a badalada Game of Thrones, pois, sim, é ótima.

Com Breaking Bad você não vai conseguir desgrudar os olhos da tela. Com How I Met You Mother (um novo Friends?) você vai dar umas boas risadas e House of Cards fará você entender o jogo do poder e da política. E lembre-se de que ainda há ainda uma infinidade de novos filmes disponíveis, pode começar pela lista do Oscar.

Aproveite para fazer exercícios

Qual é o estilo de música que você mais gosta? No Dia dos Namorados, você pode pegar seu celular, baixar as suas favoritas, colocar o fone de ouvido e sair para praticar exercícios. Lembre-se de que, além de todos os benefícios físicos que isso gera, a prática vai lhe ajudar a relaxar e sentir-se bem.

Antes de tudo é preciso lembrar que o amor faz parte da condição humana e está aí o tempo todo. Pode ser que fiquemos anos solteiros ou pode ser que esbarremos na pessoa certa amanhã, ao atravessar a rua ou na fila do almoço. Porém, é importante ampliar sua perspectiva e saber que nem sempre se trata da "metade da laranja".

Antes de tudo, é importante sentir-se inteiro, com boa autoestima e confiança.

Foto (ordem de aparição): por Diego Albero Román e astrid westvang (Flickr)

psicólogos
Linkedin
Escrito por

MundoPsicologos.com

Deixe seu comentário

Últimos artigos sobre Dicas de psicologia