Acesso consultório Cadastre grátis seu consultório

Convivência: aprendendo a lidar com as diferenças

<strong>Artigo revisado</strong> pelo

Artigo revisado pelo Comitê de MundoPsicologos

Se você tem muitos problemas para conviver com pessoas e suas posturas diferentes, você deve sentir muita angústia e irritação, para não citar outras questões. Nem sempre é fácil...

23 JUL 2017 · Leitura: min.
Convivência: aprendendo a lidar com as diferenças

Às vezes vivemos em um círculo onde a história de repete, uma após outra vez! Os sentimentos se acumulam e oscilam entre raiva, desconforto, impaciência e dilemas infindáveis que vão da culpa, a depressão e o descrédito de que outros comportamentos possam resolver!

É importante lidar com todas as situações que provocam tais questões, buscando resolvê-las, porque quando você as resolve internamente, você se resolve. Quando isso acontece você se prepara para que quando a mesma coisa aconteça você possa dar uma resposta diferente, uma vez que este fato passa a não te incomodar e o seu foco inicial de tormento se encontra resolvido.

A maioria das pessoas não sabe lidar ou conviver com as diferenças, elas preferem criar subterfúgios, ou desculpas para desvalorizar o outro, do que arrumar meios para conviver e respeitar seus momentos e suas escolhas! Encontrar o equilíbrio entre você e o outro requer que vc não se confunda com o outro. Pessoas que convivem tem vidas diferentes que interagem. Tem suas próprias experiências, limites, e compreensão daquilo que pode, quer ou consegue ultrapassar, naquele momento! aprender a se perceber é fundamental, perceber o outro o segundo passo e o terceiro saber onde ceder e onde não é possível! Não desista, problemas existem para que possamos manejá-los e aprender a lidar com eles!

Por isso, pense inúmeras vezes em falar com um profissional especializado, no caso o psicólogo. Ele pode te ajudar a resolver, recuperar relações perdidas e o melhor de tudo, recuperar a relação que você tem com você mesmo! Os resultados são duradouros, e são importantes para que outros passos em direção ao seu crescimento possam ser dados. Os passos emocionais, de questões problemáticas, são comparados ao andar de uma criança em aprendizagem, não se cobre demasiadamente, você consegue no seu tempo.

OBS: Eu acrescentaria na foto, paciência, tempo e trabalho emocional. Essa tríade pode te ajudar em definitivo!

Me procure, vamos conversar a respeito!

Escrito por

Thalita Coutinho Ribeiro

Ver perfil
Deixe seu comentário