Acesso consultório Cadastre grátis seu consultório

Como parar o overthinking?

<strong>Artigo revisado</strong> pelo

Artigo revisado pelo Comitê de MundoPsicologos

Você já ouviu falar em overthinking? Em linhas gerais, é quando a pessoa é tomada por pensamentos angustiantes, que não passam. Quer saber como ficar livre disso? Confira as dicas no artigo.

6 NOV 2017 · Última alteração: 24 OUT 2019 · Leitura: min.
Como parar o overthinking?

Overthinking, taí outra palavra em inglês que surge para definir uma situação cada vez mais comum no dia a dia de muita gente. Se você convive com pensamentos que causam angústia e nervosismo, pensamentos persistentes que parecem não ceder jamais, possivelmente estará sob os efeitos do overthinking.

Não se trata de uma preocupação normal, mas de algo que parece bloquear a mente da pessoa, com medos e inquietações que resultam ser inúteis. Obviamente, o costume de pensar não é nada negativo. Mas, feito de forma obsessiva e desordenada, só serve para desencadear stress e aumentar o receio de fracassar.

Seria possível ficar livre de algo assim? O primeiro passo é entender o quão importante é impor uma ordenação às ideias e pensamentos, a fim de evitar um fluxo bloqueante e os possíveis sintomas psicológicos derivados desse descontrole.

Como bloquear o pensamento excessivo?

Siga este passo a passo para começar a colocar um pouco de ordem no seu funcionamento mental:

1) Reconheça o overthinking

É importante saber reconhecer quando uma cadeia de pensamentos inúteis estão tomando o controle. Quando você está ansioso ou estressado, trate de se concentrar nas suas reações.

Você tem ideias obsessivas? Não para de pensar em hipóteses sobre o que poderá (ou não) acontecer? Essa sequência de pensamentos tem algum efeito positivo ou serve apenas para piorar a situação?

2) Dê um basta

Normalmente, quem é vítima do overthinking tem a necessidade de controlar tudo o que está acontecendo. Nesse sentido, é fundamental aceitar que, mesmo com uma capacidade analítica afiada, haverá vários elementos da sua vida que escaparão a seu controle.

Por isso, esforçar-se tanto para tentar prever o futuro é uma perda de tempo.

shutterstock-334063310b.jpg

3) Pense positivo

Quem pensa de forma obsessiva em determinada situação ou sucessão de acontecimentos, rapidamente é invadido por um medo a falhar, e o impacto disso não é nada positivo.

Trate de mudar sua perspectiva e ver as coisas por um prisma mais positivo, já que a negatividade, além de bloquear seus pensamentos, impede ações.

4) Busque o distanciamento

Este passo é fundamental para romper o ciclo dos pensamentos angustiantes. Pergunte-se se o foco do seu pensamento realmente é vital para você nos próximos dias, semanas ou anos.

Distanciar-se da situação muda a sua perspectiva, permite analisar seus problemas como se fosse outra pessoa. É o que permitirá pensar menos, e com mais lucidez.

5) Limite o tempo

Se é impossível deixar de pensar em determinado problema ou situação, trate de limitar o tempo que dedica a esse tipo de reflexão. Você pode fazê-lo enquanto realiza as tarefas domésticas, por exemplo, enquanto vai no ônibus, ou aproveitar para escrever tudo aquilo que é fonte de preocupação, trasladando para o papel o seu desabafo.

6) Saia da inércia

Manter-se ocupado é fundamental para romper o ciclo do overthinking. Por isso, pratique esporte, tenha um hobby, faça meditação e reserve tempo para as atividades que são prazerosas para você. Tudo isso vai a mudar o foco do seu pensamento para coisas mais positivas.

____________________________________________

Se você quer saber mais estratégias para focar no importante e alcançar mais qualidade de vida, entre em contato com psicólogos especializados em desenvolvimento pessoal.

Fotos: por MundoPsicologos.com

psicólogos
Linkedin
Escrito por

MundoPsicologos.com

Deixe seu comentário
4 Comentários
  • Allan Gavioli

    Ultimamente tenho pensado muito em uma simples palavra deita ou que é deixada de lado, às vezes um eu te amo não correspondido me faz ir longe...perguntando o por que dela não ter respondido, o por que de ter ignorado, se fiz algo errado, se o amor se acabou... consequente acabo respondendo algumas dessas perguntas, antes eu só respondia negativamente, hoje já tento me volta para o positivo, mas mesmo assim se torna difícil pensar só que vai dar tudo certo, onde tem grande riscos de dar errado....

  • Hugo Rodrigues

    Tenho interesse no assunto. Alguma bibliografia para indicar?

  • Bruno bissoi

    Muito bom pois passo por essr problema e preciso de ajuda

  • Franklin Couto

    Gostei muito do seu artigo. Acho que as dicas além de ajudar a quem sofre com o problema, ajuda também quem passa por isso com uma intensidade menor. Gostei mesmo.

Últimos artigos sobre Dicas de psicologia