MundoPsicologos.com
No Google Play Na App Store

Como o esporte afeta o seu psicológico?

Psicólogos afirmam que a prática esportiva ajuda na melhoria da qualidade de vida mental, propiciando bem-estar, aumentando a disposição e melhorando a integração social.

6 Jul 2016 Dicas de psicologia - Leitura: min.

psicólogos

Que o esporte é um recurso fundamental para o bem-estar físico, todos nós sabemos. No entanto, você sabia que ele também é super importante para a saúde mental? Exercícios físicos ou prática cotidiana de esporte ajudam a tratar problemas como depressão, tristeza, ansiedade, insônia, luto, mau humor, baixa autoestima, stress e timidez. Vamos dar uma olhada?

Menos tempo para a tristeza

Peguemos como exemplo o caso da depressão. Como destacado por muitos psicólogos, a pessoa que sofre com o distúrbio necessita da proximidade familiar e também de incentivo para sair do isolamento.

É aí que entra o esporte como ferramenta para ajudar a reduzir os efeitos da depressão. Isso porque, além de produzir a sensação de bem-estar física e mental, também promove a socialização quando realizado de maneira coletiva, como futebol, vôlei ou até mesmo uma caminhada com um amigo.

Ou seja, quanto mais envolvido socialmente e esportivamente, menor será o tempo em que você se encontrará sozinho, e menor será o risco de dar de cara com a tristeza.

Aumento de motivação e disposição

Além disso, o esporte deixa a pessoa mais ativa e disposta, o que poderá motivá-la a desempenhar outras atividades e tentar novos desafios. Corri 4 km hoje? Por que não tentar 5 km amanhã? Por que não aproveitar para finalmente aprender a nadar? Exercitar-se faz com que a pessoa passe a sentir-se mais útil e capaz, além de se autodesafiar a tentar novas atividades. E, outra vez sobra menos tempo para a tristeza.

flickr-rob124.jpg

O esporte para melhorar sua autoestima

O mesmo ocorre com a questão da baixa autoestima, principalmente a que está relacionada a distúrbios alimentares. Uma pessoa com sobrepeso, por exemplo, tende a sair menos de casa, sentir-se mais triste e buscar alívio para a ansiedade justamente nos alimentos.

No entanto, ao entrar em contato com o esporte a situação muda. São diversos os exemplos de pessoas que perderam peso se exercitando e passaram a sentir-se mais felizes com seus corpos, o que gera autoconfiança e ajuda nas relações sociais e, claro, pessoais.

Quer desestressar? Mova-se!

O stress também pode ser trabalhado com o esporte, já que a prática ajuda a relaxar e faz a pessoa desconectar de questões que afetam seu cotidiano. O mesmo passa com quem sofre com ansiedade, pois o corpo, ao ser exercitado, produz a endorfina, considerada um calmante natural.

Dicas para começar atividades esportivas

Cabe destacar que a mudança não necessita ser radical, melhor começar aos pouquinhos, para que o corpo e a mente tenham tempo para se acostumar com atividade e a nova rotina. Veja algumas dicas dadas por psicólogos:

  • Comece devagar para ir ganhando ritmo. Se preferir, ao invés de ir à academia, você pode optar por caminhadas ou corridas;
  • Busque companhia. Isso ajuda na integração, promove interação, conversas e trocas de experiências que podem lhe fazer bem. Nesse sentido, esportes coletivos são ideais, os quais também ajudam em quadros de timidez;
  • Em algumas cidades, há grupos de terapia coletiva que desenvolvem diversas atividades, entre elas exercícios físicos;
  • Não use a idade como justificativa. Há sempre um tipo de exercício ideal para a sua faixa etária e preferências;
  • Evite excessos, pois pode levar à vigorexia, um problema de dependência de exercícios físicos.

Muitos psicólogos consideram o tratamento terapêutico mais efetivo quando associado à prática do esporte ou realização de atividades físicas. Por isso, dê o primeiro passo e garanta uma vida mais saudável para seu corpo e sua mente!

Fotos (ordem de aparição): por MundoPsicologos e Rob124 (Flickr)

0 Curtir

Deixe seu comentário

INFORMAÇÃO BÁSICA SOBRE PROTEÇÃO DE DADOS
Responsável: Verticales Intercom, S.L.
Finalidades:
a) Envio de solicitação ao cliente anunciante.
b) Atividades de publicidade e prospecção comercial, por diferentes meios e canais de comunicação, de produtos e serviços próprios.
c) Atividades de publicidade e prospecção comercial, por diferentes meios e canais de comunicação, de produtos e serviços de terceiros de diferentes setores de atividade, podendo implicar repasse dos dados pessoais a esses terceiros.
d) Segmentação e elaboração de perfis para fins publicitários e para prospecção comercial.
e) Gestão dos serviços e aplicativos oferecidos pelo Site ao Usuário.
Legitimação: Consentimento do interessado.
Destinatários: Está previsto o repasse dos dados aos clientes anunciantes para atender suas solicitações de informação sobre os serviços anunciados.
Direitos: Tem o direito a acessar, retificar e eliminar os dados ou se opor ao tratamento dos mesmos ou a alguma das finalidades, bem como outros direitos, como se explica na informação adicional.
Informação adicional: É possível consultar a informação adicional e detalhada sobre Proteção de Dados em br.mundopsicologos.com/proteccion_datos

Você não pode deixar de ler...