MundoPsicologos.com
No Google Play Na App Store

Como lidar com pessoas que nos colocam pra baixo?

Nesse artigo te ajudo com dicas sobre como lidar com pessoas negativas no seu convivío; como fazer para não se influenciar pela opinião delas. Se fez sentido pra você, deixe a sua opinião.

7 Out 2017 Dicas de psicologia - Leitura: min.

Porto Alegre (Rio Grande do Sul) Rio Grande do Sul

Certamente todos nós temos contato ou conhecemos pessoas negativas no nosso convívio, e isso tem influência determinante na nossa conduta diante da vida. Essas pessoas são aquelas que ajudam a reforçar nossa insegurança, aumentam nossas dúvidas diante de qualquer projeto novo ou nova atitude na vida.

Elas vêm pra nos questionar, dizer que não vai dar certo, que é muito arriscado, que não temos condições, que não estamos preparados para tal desafio, independente de ser por maldade ou por bondade.

Como assim? Maldade ou bondade?

Elas podem querer nos ver derrotados, sempre com dificuldades, nunca tendo sucesso para não ofuscar a elas mesmas. Acredito que essas pessoas gostam muito de ser o centro das atenções, porém jamais admitirão isso, nem pra elas mesmas. E uma forma de reforçarem isso é garantir que ninguém irá aparecer mais do que elas.

Essas pessoas gostam de chamar a atenção pelas desgraças na vida, por tudo de ruim que "outros fazem com elas", de como são injustiçadas pela vida, do quanto Deus as castiga, do quanto são doentes, da quantidade de remédios que tomam, pelos seus relacionamentos fracassados, seu trabalho horrível, enfim, uma infinidade de reclamações.

No momento em que alguém do seu círculo tem a chance de ser algo diferente, imediatamente isso representa uma ameaça a "homeostase" em que essa pessoa criou ao seu redor, com a possibilidade de ela ter que se confrontar com seus maiores fantasmas.

Essas pessoas costumam não assumir responsabilidades com suas próprias vidas, jogando a culpa no outro. Elas não confiam em si e o fato de outra pessoa estar querendo um movimento novo para gerar um resultado diferente pra si causa uma profunda desacomodação.

Elas vêm que precisarão mudar também, então a saída mais fácil é desencorajar toda e qualquer iniciativa de outros. Essa é uma forma de "maldade" mascarada de "bondade".

Por vezes, por "bondade" algumas pessoas podem reagir negativamente diante de alguma mudança no outro. Como uma forma de proteção, também dizem que uma mudança seria muito arriscada, que não há condições financeiras para tanto, que demandará muito tempo, colocando uma série de empecilhos muito reais para ambos, mas que no fundo também provém do medo da mudança, o medo que o desconhecido gera nos seres humanos, e que não passam de desculpas criadas pela nossa mente pra nos convencer de que devemos ficar no mesmo lugar. É mais "seguro"!!!

Para lidar com isso é importante que a pessoa que deseja realizar uma mudança na sua vida siga alguns passos necessários e vitais:

  1. Encontrar um sentido muito profundo para seu desejo. Ela precisa sentir que essa vontade é visceral, é mais importante que tudo e mais necessária do que a estagnação.
  2. Estabelecer isso como uma meta para sua felicidade, com prazo e acompanhamento diário.
  3. Cercar-se de pessoas positivas e que lhe deem apoio, mesmo que sejam psicólogos, terapeutas, coaches, mentores, etc., mas pessoas que verdadeiramente lhe dê suporte durante todo o processo.
  4. Criar mecanismos antissabotagem, que antecipem o seu comportamento sabotador e não permita que a pessoa desista do seu sonho.
  5. Fechar a boca! Evitar ao máximo falar sobre suas mudanças, sonhos, planos, metas a qualquer pessoa que não seja aquela que você confia plenamente e que tem convicção que está a seu favor. Siga a sua intuição!

Não pretendo aqui esgotar esse assunto, pois tenho certeza que existem muitas outras formas de nos protegermos de pessoas que não nos ajudam a crescer.

Se você tem algum outro método que conhece, que testou e deseja compartilhar conosco, vou adorar saber! Conta aqui pra gente!

0 Curtir

Deixe seu comentário

INFORMAÇÃO BÁSICA SOBRE PROTEÇÃO DE DADOS
Responsável: Verticales Intercom, S.L.
Finalidades:
a) Envio de solicitação ao cliente anunciante.
b) Atividades de publicidade e prospecção comercial, por diferentes meios e canais de comunicação, de produtos e serviços próprios.
c) Atividades de publicidade e prospecção comercial, por diferentes meios e canais de comunicação, de produtos e serviços de terceiros de diferentes setores de atividade, podendo implicar repasse dos dados pessoais a esses terceiros.
d) Segmentação e elaboração de perfis para fins publicitários e para prospecção comercial.
e) Gestão dos serviços e aplicativos oferecidos pelo Site ao Usuário.
Legitimação: Consentimento do interessado.
Destinatários: Está previsto o repasse dos dados aos clientes anunciantes para atender suas solicitações de informação sobre os serviços anunciados.
Direitos: Tem o direito a acessar, retificar e eliminar os dados ou se opor ao tratamento dos mesmos ou a alguma das finalidades, bem como outros direitos, como se explica na informação adicional.
Informação adicional: É possível consultar a informação adicional e detalhada sobre Proteção de Dados em br.mundopsicologos.com/proteccion_datos

Você não pode deixar de ler...