Amo minha ex mas ela me trata como um lixo

Feita por >kaique>. 7 Fev 2017 5 respostas

O q devo fazer?

5 respostas

  • A melhor resposta

    Olá Kaique!
    Já pensou em fazer análise?
    Seria muito importante para você, pra que pudesse se conhecer, entender as razões que o faz sentir-se assim, quais os ganhos em manter uma relação como está, que o faz sentir-se tão mal, mas que não consegue deixar de gostar, ou amar como se refere.
    Fico a disposição!

    Upload feito em 09 Fevereiro 2017

    Logo Jessica Moreira Carvalho

    148 respostas

    1872 pontuações positivas

Explique seu caso à nossa comunidade de psicólogos!

Qual é a sua dúvida? Psicólogos especializados no assunto respondem à sua pergunta
Verifique se há perguntas similares já respondidas:
    • Escreva de forma correta: evite erros de ortografia e não redija tudo em maiúsculas
    • Expresse-se de forma clara: use uma linguagem direta e com exemplos concretos
    • Seja respeitoso:não use vocabulário inadequado e mantenha as boas maneiras
    • Evite SPAM: não coloque informação pessoal (telefone, e-mail, etc.) nem publicidade

    Se o que você deseja é pedir informação como cliente, clique aqui
    Como você deseja enviar sua pergunta?
    Excluir
    Nome (será publicado)
    E-mail em que receberá as respostas
    Para que possam atender-lhe por telefone
    Para escolher expertos da sua região
    Para escolher aos expertos mais adequados
    • 6100 psicólogos à sua disposição
    • 2050 perguntas feitas
    • 14450 respostas dadas
    • Olá Kaique, se sua ex namorada te trata como lixo, é porque de alguma forma você dá oportunidades e condições dela o fazer. Tire o foco dela e perceba nos seus próprios comportamentos, afinal de contas não podemos mudar diretamente o comportamento do outro. Isso é importante para você ter o respeito das pessoas a sua volta. Abraço e boa sorte. Vânia Virgínia

      Upload feito em 09 Fevereiro 2017

      Logo Vânia Virgínia da Silva

      16 respostas

      55 pontuações positivas

    • Kaique, bom dia!
      Ficamos felizes de você poder e se sentir a vontade de falar um pouco como você se sente por aqui. Acredito ser interessante e importante, caso seja do seu interesse, buscar um acompanhamento psicólogo em sua cidade para que você possa se conhecer ainda mais sobre seus sentimentos, fronteiras de contato, valores, permeabilidade e bloqueios. Tal processo será importante para você conhecer mais o que te vez se envolver com a sua companheira/namorada e o que o faz tolerar ou não determinadas atitudes e falas, até para administrar até onde é possível para você. E, caso você decida por não continuar neste relacionamento, elaborar este luto. E assim, se permetir conhecer outras pessoas e estabelecer novas relações. Espero ter ajudado! Para quaisquer esclarecimentos ou para acompanhamento, estou à disposição. Atenciosamente, Danielle Almeida

      Upload feito em 08 Fevereiro 2017

      Logo Danielle de Almeida
      Danielle de Almeida Rio de Janeiro

      189 respostas

      3268 pontuações positivas

    • Bom dia Kaique, você percebe que na sua colocação você deixou de existir como pessoa, como indivíduo que existi independente de sua namorada? Isso acontece quando se edifica toda uma energia e uma vida na relação com o outro e se esquece de se amar a si mesmo. Você se tornou uma extensão dela e isso tem te proporcionado um sofrimento existencial que não psicologicamente saudável. A minha orientação é que você procure trabalhar este sentimento, este comportamento desadaptado com um psicólogo de sua cidade para resgatar a sua paz, a sua autonomia e o seu equilíbrio emocional e você siga a sua vida.
      Att. à Psicóloga Ussénade!

      Upload feito em 08 Fevereiro 2017

      Logo Ussénade Maria de Oliveira

      431 respostas

      5247 pontuações positivas

    • "Se o amor não é visto nem sentido, não existe ou não lhe serve" Walter Riso

      Sugiro que pense na frase acima e se conseguir, siga sua vida, pois seguindo você terá a chance de encontrar um amor mais recíproco. Caso não consigas, sugiro que busque um psicólogo para auxiliar nesse processo.

      Um abraço,

      Upload feito em 08 Fevereiro 2017

      Logo Matheus de M. M. Schreiner

      40 respostas

      355 pontuações positivas

    Perguntas similares Ver todas as perguntas